Jovens talentos do surfe nordestino estarão no Circuito Banco do Brasil de Surfe em Salvador

Jovens talentos do surfe nordestino estarão no Circuito Banco do Brasil de Surfe em Salvador

By WSL Latin America | 11 de maio de 2022 | noticias, principal

São Paulo, maio de 2022 – Agora, será a vez de jovens surfistas do Nordeste disputarem o Circuito Banco do Brasil de Surfe, que acontece nesta semana, de quinta-feira a domingo (12 a 15/5), em Salvador (BA). Além de incentivar as gerações futuras do surfe nacional, atletas profissionais também participarão da 2ª etapa do World Surf League (WSL) Qualifying Series, que promete agitar a Praia de Stella Maris, a 27 km do Centro da capital baiana.  Entre os atrativos, as três etapas são realizadas com princípio de igualdade na premiação para homens e mulheres, instituída pela WSL desde a temporada 2019. Mas o que mais empolgou aos atletas é que os campeões dos rankings masculino e feminino ganharão um convite (wildcard) especial para participar da única etapa do Challenger Series no país em 2022, o Corona Saquarema Pro apresentado pelo Banco do Brasil, em novembro, no Rio de Janeiro.

Maria Eduarda (Foto: Fabriciano Junior / Survive Photos)

A surfista Maria Eduarda Andrade César, de 13 anos, moradora de Serra Grande, em Uruçuca no sul da Bahia, conta as horas para o Circuito Banco do Brasil de Surfe começar, pois traz boas recordações de Stella Maris. Filha de mãe baiana e pai carioca (surfista e shaper), a adolescente tem o surfe no DNA.  Começou a pegar onda aos três anos de idade, e com nove anos participou da primeira competição, organizada pelo Campeão Mundial Adriano de Souza. “Eu venci esse campeonato, em 2017, ganhei uma prancha do Adriano e falei para o meu pai: ‘Eu quero ser surfista profissional”, conta. De lá pra cá foi Campeã baiana Open, Campeã baiana sub-12 e ficou em 2º no Campeonato Brasileiro Sub-14. “Meu pai me ensinou a surfar e, agora, está ensinando minha irmã mais nova. Treino todos os dias, estou estudando inglês e muito feliz em poder participar desta etapa do Circuito BB. Será uma experiência incrível e se eu for campeã então, melhor ainda”, completa Maria Eduarda.

Quem compartilha também do mesmo sonho de chegar à elite do surfe mundial é Juliana dos Santos, 22 anos, mas que está a alguns degraus acima de Maria Eduarda e já festeja suas conquistas. Cearense de Fortaleza, é umas das atletas que está em busca da classificação para o Challenger Series. Patrocinada pelo Banco do Brasil, desde 2021, Juliana tem uma trajetória de superação e garra até conquistar o título de Campeã Cearense em 2020 e chegar a Top 8 do ranking nacional. Começou a surfar aos cinco anos de idade, na Praia do Titanzinho (CE). Três anos depois entrou para as competições e na primeira disputa garantiu o 4º lugar. Mesmo com todas as dificuldades nunca desistiu. “Parecia que Deus já tinha preparado algo bom para mim, quando um ano depois de ser campeã cearense, assinei o contrato de patrocínio”, ressalta uma das grandes promessas do surfe nacional. “Estou superfeliz em ver o Banco do Brasil patrocinar etapas do QS e dando oportunidades para jovens talentosos, pois muitos não têm como viajar, arcar com os custos e ter um campeonato no seu estado. Essa é uma oportunidade para mostrar o seu surfe. Em Garopaba (1ª etapa) o Circuito BB foi muito bacana, ver os atletas dando o máximo. Também foi lindo de ver o quanto o surfe feminino vem crescendo e evoluindo no país”, completa.

Juliana dos Santos (Foto: Daniel Smorigo / World Surf League)

“É muito gratificante levar o Circuito Banco do Brasil para o Nordeste do país e possibilitar a jovens surfistas a oportunidade de disputar uma etapa, com padrão WSL e igualdade de premiação entre homens e mulheres, desta vez, para Salvador. O surfe já virou uma paixão nacional e queremos incentivar e encontrar jovens talentos Brasil afora, por essa razão, estamos realizando etapas em três regiões diferentes como no Sul, no Nordeste e a final no Sudeste”, afirma Ivan Martinho, CEO da WSL Latin America.

Todas as etapas são transmitidas ao vivo no WorldSurfLeague.com e também pelo Aplicativo da World Surf League. O Circuito Banco do Brasil de Surfe conta com patrocínio do Banco do Brasil e BB Asset Management. A segunda etapa tem o apoio da Prefeitura Municipal de Salvador.

Atividades recreativas e Preservação Ambiental– Durante os quatro dias, enquanto as baterias acontecem, o público poderá aproveitar na Arena do Evento a programação gratuita com atividades recreativas. Aulas de surfe com monitores especializados para diferentes níveis, aulas de yoga, aulas de funcional, de tênis de praia e de futevôlei serão algumas das atrações. Haverá, ainda, empréstimo de pranchas com monitoria e até reparos rápidos de pranchas com profissionais especializados para atletas e moradores locais. No espaço ‘Beach Market’, estandes de empreendedores de Salvador e região, clientes do Banco do Brasil, estarão comercializando produtos e serviços, entre eles, AD Surf Shop e ASESM/ Stella Surf School. Nas três etapas do Circuito Banco Brasil de Surfe a preocupação com o meio ambiente é uma constante, tanto que a WSL controlará a utilização de plástico, organizará uma coleta seletiva e a gestão de resíduos (serão enviados para cooperativas locais de reciclagem). Paralelamente, haverá plantio de 500 mudas: 50 na restinga da Praia de Stella Maris e mais 450 no Parque das Dunas.

Calendário do Circuito Banco do Brasil de Surfe
Etapa 1: 21 a 24/abril – Praia da Ferrugem, Garopaba (SC)
Etapa 2: 12 a 15/maio – Praia de Stella Maris, Salvador (BA)
Etapa 3: 25 a 28/agosto – Praia de Itamambuca, Ubatuba (SP)

Informações para a imprensa – Casa do Bom Conteúdo
Marcelo Affini – (11) 99938-5445 – maffini@casadobomconteudo.com.br
Deborah Ferreira – (11) 97252-2360 – deborah@casadobomconteudo.com.br
Mércia Suzuki – (11) 99705-7720 – mercia@casadobomconteudo.com.br


SOBRE A WORLD SURF LEAGUE: Estabelecida em 1976, a World Surf League (WSL) é a casa do melhor surf do mundo. Uma empresa global de esportes, mídia e entretenimento, a WSL supervisiona circuitos e competições internacionais, tem uma divisão de estúdios de mídia que cria mais de 500 horas de conteúdo ao vivo e sob demanda, por meio da afiliada WaveCo, empresa que criou a melhor onda artificial de alto desempenho do mundo.

Com sede em Santa Monica, Califórnia, a WSL possui escritórios regionais na América do Norte, América Latina, Ásia-Pacífico e EMEA. A WSL coroa anualmente os campeões mundiais de surf profissional masculino e feminino. A divisão global de Circuitos supervisiona e opera mais de 180 competições globais a cada ano do Championship Tour e dos níveis de desenvolvimento, como o Challenger Series, Qualifying Series e Junior Series, bem como os circuitos de Longboard e Big Wave.

Lançado em 2019, o WSL Studios é um produtor independente de projetos de televisão sem roteiros, incluindo documentários e séries, que fornecem acesso sem precedentes a atletas, eventos e locais globalmente. Os eventos e o conteúdo da WSL, são distribuídos na televisão linear para mais de 743 milhões de lares no mundo inteiro e em plataformas de mídia digital e social, incluindo o WorldSurfLeague.com. A afiliada WaveCo inclui as instalações do Surf Ranch Lemoore e a utilização e licenciamento do Kelly Slater Wave System.

A WSL é dedicada a mudar o mundo por meio do poder inspirador do surfe, criando eventos, experiências e histórias autênticas, afim de motivar a sempre crescente comunidade global para viver com propósito, originalidade e entusiasmo.

Para mais informações, visite o WorldSurfLeague.com


Tags:Bahia, Circuito Banco do Brasil de Surfe, featured, Juliana dos Santos, Lucas Vicente, Praia de Stella Maris, QS 1000, Ryan Kainalo, Salvador, Silvana Lima, Taina Hinckel, World Surf League, WSL Latin America, WSL Qualifying Series

Previous post 24H de Le Mans: Artista francês pinta capacete de Pipo Derani para ação em prol do Hospital do GRAACC
Next post Descarte correto de lixo vira ação desenvolvida por equipes que participarão do Rally Erechim