Circuito Banco do Brasil de Surfe inicia sua segunda etapa nesta quinta-feira em Salvador

Circuito Banco do Brasil de Surfe inicia sua segunda etapa nesta quinta-feira em Salvador

By WSL Latin America | 11 de maio de 2022 | noticias, principal

PRAIA DE STELLA MARIS, Salvador / BA (Quarta-feira, 11 de maio) – A Praia de Stella Maris, em Salvador, na Bahia, foi a escolhida para receber a etapa do Circuito Banco do Brasil de Surfe na Região Nordeste. Com o objetivo de descobrir novos talentos por todo o país, o circuito foi iniciado em Garopaba, Santa Catarina, na Região Sul, agora chega na Bahia e a última será na Região Sudeste, em Ubatuba, litoral norte de São Paulo. Esta segunda etapa começa nesta quinta-feira e será transmitida ao vivo pelo aplicativo TikTok pela primeira vez, além do WorldSurfLeague.com.

Juliana dos Santos, Lucas Vicente, Tainá Hinckel e Ryan Kainalo (Foto: Daniel Smorigo / World Surf League)

Alguns destaques do Circuito Banco do Brasil de Surfe estiveram na coletiva de imprensa na tarde da quarta-feira, na área vip da arena do evento em Stella Maris. Foram quatro surfistas convidados, uma das promessas da nova geração, Juliana dos Santos, uma das atletas patrocinadas pelo BB Asset Management, a bicampeã sul-americana Pro Junior e vencedora da primeira etapa em Garopaba, Tainá Hinckel, o atual campeão mundial Pro Junior da WSL, Lucas Vicente, e o talentoso Ryan Kainalo, de apenas 16 anos, que vem de um vice-campeonato na etapa do Qualifying Series encerrada no sábado em Galápagos, Equador.

“O campeonato lá foi incrível, deu altas ondas todos os dias, com vento terral, além de ser um lugar muito especial”, disse Ryan Kainalo, que assumiu a vice-liderança no ranking regional da WSL Latin America, com o vice-campeonato em Galápagos. “Foi um resultado que me deu mais confiança e estou muito feliz de poder estar aqui agora, nesta segunda etapa do Banco do Brasil. Quero agradecer a todos que fizeram esse evento acontecer, porque vai ajudar muito o surfe brasileiro”.

Ryan Kainalo (Foto: Divulgação)

“Investir no surf é remar junto” é o lema do Circuito Banco do Brasil de Surfe, que oferece um incentivo a mais aos participantes. Além dos pontos nos rankings regionais da WSL Latin America, quem ficar em primeiro lugar nos rankings masculino e feminino das três etapas, receberá um convite (wildcard) para participar do único Challenger Series na América Latina esse ano, o Corona Saquarema Pro apresentado pelo Banco do Brasil, em novembro.

Com a vitória em Garopaba, a catarinense Tainá Hinckel largou na frente na categoria feminina. A bicampeã sul-americana Pro Junior (2016 e 2019), ganhou uma seletiva sul-americana desta categoria Sub-18 nas ondas de Stella Maris em 2019. A surfista da Guarda do Embaú, ainda é a recordista absoluta do Circuito Banco do Brasil de Surfe, com a nota 9,50 na melhor onda surfada na Praia da Ferrugem e os 17,00 pontos que totalizou nas semifinais em Santa Catarina.

Tainá Hinckel (Divulgação)

“Foi muito especial para mim ganhar esse título lá em Garopaba, junto com toda a minha família. E é muito legal esse Circuito Banco do Brasil, incentivando o surfe brasileiro, o que é muito importante para nós”, disse Taina Hinckel. “Em me sinto muito feliz em estar aqui na Bahia novamente, em um lugar que eu já competi algumas vezes e vamos com tudo tentar outro bom resultado nesse evento”.

Se Tainá tem dois títulos sul-americanos, outro destaque do Circuito Banco do Brasil de Surfe na Bahia, é o atual campeão mundial nesta categoria Pro Junior Sub-18. Lucas Vicente não começou bem em Garopaba, mas está confiante em conseguir um bom resultado em Stella Maris: “Não é porque eu tive um resultado ruim, que está tudo errado. Eu continuo meu trabalho, com dedicação, motivação, porque uma hora o resultado do seu esforço vem. O fruto da vitória é o trabalho. E estou preparado para fazer um bom resultado aqui nesse lugar, com esse calor, coqueiros, comida boa, tudo maravilhoso, então bora pra cima”.

Lucas Vicente (Divulgação)

Quem também está confiante em conseguir um bom resultado nesta segunda etapa do Circuito Banco do Brasil de Surfe é a jovem Juliana dos Santos, uma das atletas patrocinadas pelo BB Asset Management, junto com maior estrela do surfe feminino brasileiro, Silvana Lima. Juliana é mais uma grande promessa surgida no Ceará, desde muito novinha. “Eu comecei a competir com 8 anos de idade e já consegui uma quarta colocação. Com 10 anos já fui campeã cearense com a galera de 20, 25, 30 anos. Então, foi aí que senti que o surfe era o meu lugar e decidi encarar como profissão”.

Todos os surfistas já estão escalados para estrear nesta segunda etapa do Circuito Banco do Brasil de Surfe na Bahia. Na categoria masculina, eles foram divididos em três fases, com os mais bem colocados no ranking da WSL Latin America, formando o grupo dos cabeças de chave que só entram na terceira. Na feminina, as participantes foram divididas em duas fases. Na primeira, entram principalmente as surfistas da Bahia e do Nordeste, que não competiram em Santa Catarina. Na segunda, estreiam as doze cabeças de chave.

Juliana dos Santos (Divulgação)

Tainá Hinckel começa a defender a liderança do Ranking Banco do Brasil logo na primeira bateria desta segunda rodada. Na segunda, entra Silvana Lima, enquanto Juliana dos Santos está na última, junto com outro talento do Ceará, Larissa Santos. Na categoria masculina, os dois surfistas que estavam na Coletiva de Imprensa na quarta-feira, também fazem parte da lista dos cabeças de chave que entram na terceira fase. Ryan Kainalo vai estrear na nona das 16 baterias e Lucas Vicente na 15.a e penúltima.

O Circuito Banco do Brasil de Surfe está sendo realizado com patrocínio do Banco do Brasil e BB Asset Management e esta segunda etapa também conta com o apoio da Prefeitura Municipal de Salvador e da Rádio Salvador FM. A competição será transmitida ao vivo da Praia de Stella Maris pela primeira vez no aplicativo TikTok e pelo WorldSurfLeague.com.

Foto: Daniel Smorigo / World Surf League

BATERIAS DO CIRCUITO BANCO DO BRASIL DE SURFE NA BAHIA:
(Sujeitas a alterações até o início do evento)

PRIMEIRA FASE – 3.o=81.o lugar (40 pts) e 4.o=85.o lugar (35 pts):
1.a: Luis Santana (BRA), Laszlo de Giudice (BRA)
2.a: Miguel Cerqueira (BRA), Thiago Silva (BRA), Gabriel Leal (BRA)
3.a: Jorge Darze Neto (BRA), José Wilson Figueiredo (BRA), Vitor Gabriel (BRA)
4.a: Jean Muniz (BRA), Ives Lopes (BRA)

SEGUNDA FASE – entrada de 24 pré-classificados:
———3.o=65.o lugar (53 pts) e 4.o=73.o lugar com 50 pts
1.a: Antonio Venicios (BRA), Luan Carvalho (BRA), Breno Matos (BRA), 1.o da 1.a da 1.a fase
2.a: Gonçalo B. Almeida (BRA), Luiz Henrique Rosa (BRA), Jeronimo Barros (BRA), 2.o da 1.a
3.a: Lukas Camargo (BRA), Ismael Silveira (BRA), Davi Silva (BRA), 1.o da 2.a
4.a: Takeshi Oyama (BRA), Gabriel Paiva (BRA), Davi Mira (BRA), 2.o da 2.a
5.a: Andrey Vieira (BRA), Glauciano Rodrigues (BRA), Bryan Biao (BRA), 1.o da 3.a
6.a: José de Mello (BRA), Rayan Fadul (BRA), Felipe Guerreiro (BRA), 2.o da 3.a
7.a: Alandreson Martins (BRA), Isaac Lorente (BRA), Carlos Santana (BRA), 1.o da 4.a
8.a: Eduardo Matheus Silva (BRA), Bruno Galini (BRA), Elson Vieira (BRA), 2.o da 4.a

TERCEIRA FASE – entrada dos 48 cabeças de chave:
———3.o=33.o lugar (66 pts) e 4.o=49.o lugar com 60 pts
1.a: Marcos Correa (BRA), Cauet Frazão (BRA), Marcus Cintra (BRA), 1.o da 1.a da 2.a fase
2.a: Samuel Igo (BRA), Kim Matheus (BRA), Erick Moraes (BRA), 2.o da 1.a
3.a: Heitor Mueller (BRA), Diego Aguiar (BRA), Ruan Guimarães (BRA), 1.o da 2.a
4.a: Mateus Sena (BRA), Daniel Matos (BRA), Diego Brigido (BRA), 2.o da 2.a
5.a: Gabriel André (BRA), Willian Feiden (BRA), Kayan Medeiros (BRA), 1.o da 3.a
6.a: Franklin Serpa (BRA), Kaue Germano (BRA), Lázaro Lima (BRA), 2.o da 3.a
7.a: Renan Pulga (BRA), Luiz Mendes (BRA), Leo Andrade (BRA), 1.o da 4.a
8.a: Gabriel Klaussner (BRA), Caio Costa (BRA), Gabriel Guerreiro (BRA), 2.o da 4.a
9.a: Ryan Kainalo (BRA), Kainan Meira (BRA), Samuel Joquinha (BRA), 1.o da 5.a
10: Artur Silva (BRA), Luan Wood (BRA), Rafael Pedreira (BRA), 2.o da 5.a
11: Krystian Kymerson (BRA), Diogo Santos (BRA), Adriano Maciel (BRA), 1.o da 6.a
12: Messias Felix (BRA), Niccolas Padaratz (BRA), Leonardo Villas Boas (BRA), 2.o da 6.a
13: Alan Jhones (BRA), Thiago Eduardo (BRA), Lucas Santos (BRA), 1.o da 7.a
14: Amando Tenorio (BRA), Deyvson Santos (BRA), Lucas Ribas (BRA), 2.o da 7.a
15: Lucas Vicente (BRA), Derek Adriano (BRA), Israel Junior (BRA), 1.o da 8.a
16: Rodrigo Saldanha (BRA), Pedro Bianchini (BRA), Fabricio Bulhões (BRA), 2.o da 8.a

PRIMEIRA FASE – 3.a=17.o lugar (200 pts) e 4.a=19.o lugar (186 pts):
1.a: Maria Eduarda (BRA), Deyse Costa (BRA), Isabeli Saikoski (BRA)
2.a: Vidda Cavalcanti (BRA), Catarina Lorenzo (BRA), Livia Marcolin (BRA), Tamires da Silva (BRA)

SEGUNDA FASE – entrada das 12 cabeças de chave:
———-3.a=9.o lugar (350 pontos) e 4.a=13.o lugar (295 pts)
1.a: Taina Hinckel (BRA), Monik Santos (BRA), Julia Duarte (BRA), 1.a da 1.a da 1.a fase
2.a: Silvana Lima (BRA), Julia Santos (BRA), Catalina Mercere (ARG), 2.a da 1.a
3.a: Sol Carrion (BRA), Kemily Sampaio (BRA), Potira Castaman (BRA), 1.o da 2.a
4.a: Larissa dos Santos (BRA), Pamella Mel (BRA), Juliana dos Santos (BRA), 2.a da 2.a

TOP-5 DO RANKING DO CIRCUITO BANCO DO BRASIL:
01: Santiago Muniz (ARG) – 1.000 pontos
02: Messias Felix (BRA) – 800
03: Leo Casal (BRA) – 650
03: Heitor Alves (BRA) – 650
05: Edgard Groggia (BRA) – 500
05: Weslley Dantas (BRA) – 500
05: Gabriel Klaussner (BRA) – 500
05: Felipe Ximenes (BRA) – 500

TOP-5 DO RANKING DO CIRCUITO BANCO DO BRASIL:
01: Taina Hinckel (BRA) – 1.000 pontos
02: Isabelle Nalu (BRA) – 800
03: Daniella Rosas (PER) – 650
03: Silvana Lima (BRA) – 650
05: Laura Raupp (BRA) – 500
05: Melanie Giunta (PER) – 500
05: Julia Santos (BRA) – 500
05: Juliana Meneguel (BRA) – 500

TOP-10 DO RANKING 2022/2023 DA WSL LATIN AMERICA – 3 etapas:
01: Santiago Muniz (ARG) – 1.650 pontos
02: Ryan Kainalo (BRA) – 1.216
02: Gabriel André (BRA) – 1.216
04: Leo Casal (BRA) – 1.150
05: Alejo Muniz (BRA) – 1.000
05: Miguel Tudela (PER) – 1.000
07: Vitor Ferreira (BRA) – 860
08: Rodrigo Saldanha (BRA) – 855
09: Manuel Selman (CHL) – 850
10: Alonso Correa (PER) – 800
10: Messias Felix (BRA) – 800

TOP-10 DO RANKING 2022/2023 DA WSL LATIN AMERICA – 3 etapas:
01: Daniella Rosas (PER) – 1.650 pontos
01: Dominic Barona (ECU) – 1.650
03: Taina Hinckel (BRA) – 1.500
03: Sol Aguirre (PER) – 1.500
05: Isabela Saldanha (BRA) – 1.200
06: Melanie Giunta (PER) – 1.000
06: Genesis Garcia (ECU) – 1.000
08: Nairê Marquez (BRA) – 995
09: Arena Rodriguez (PER) – 950
10: Kiany Hyakutake (BRA) – 945

—————————————————–

João Carvalho – WSL Latin America Media Manager – jcarvalho@worldsurfleague.com

Gabriel Gontijo – WSL Latin America Communications – ggontijo@worldsurfleague.com


SOBRE A WORLD SURF LEAGUE: Estabelecida em 1976, a World Surf League (WSL) é a casa do melhor surf do mundo. Uma empresa global de esportes, mídia e entretenimento, a WSL supervisiona circuitos e competições internacionais, tem uma divisão de estúdios de mídia que cria mais de 500 horas de conteúdo ao vivo e sob demanda, por meio da afiliada WaveCo, empresa que criou a melhor onda artificial de alto desempenho do mundo.

Com sede em Santa Monica, Califórnia, a WSL possui escritórios regionais na América do Norte, América Latina, Ásia-Pacífico e EMEA. A WSL coroa anualmente os campeões mundiais de surf profissional masculino e feminino. A divisão global de Circuitos supervisiona e opera mais de 180 competições globais a cada ano do Championship Tour e dos níveis de desenvolvimento, como o Challenger Series, Qualifying Series e Junior Series, bem como os circuitos de Longboard e Big Wave.

Lançado em 2019, o WSL Studios é um produtor independente de projetos de televisão sem roteiros, incluindo documentários e séries, que fornecem acesso sem precedentes a atletas, eventos e locais globalmente. Os eventos e o conteúdo da WSL, são distribuídos na televisão linear para mais de 743 milhões de lares no mundo inteiro e em plataformas de mídia digital e social, incluindo o WorldSurfLeague.com. A afiliada WaveCo inclui as instalações do Surf Ranch Lemoore e a utilização e licenciamento do Kelly Slater Wave System.

A WSL é dedicada a mudar o mundo por meio do poder inspirador do surfe, criando eventos, experiências e histórias autênticas, afim de motivar a sempre crescente comunidade global para viver com propósito, originalidade e entusiasmo.

Para mais informações, visite o WorldSurfLeague.com.


Tags:Bahia, Circuito Banco do Brasil de Surfe, featured, Juliana dos Santos, Lucas Vicente, Praia de Stella Maris, QS 1000, Ryan Kainalo, Salvador, Silvana Lima, Taina Hinckel, World Surf League, WSL Latin America, WSL Qualifying Series

Previous post Descarte correto de lixo vira ação desenvolvida por equipes que participarão do Rally Erechim
Next post Ícone do off-road nacional, Reinaldo Varela chega a 400 corridas na carreira