UM TOQUE NO PEDAL PARA ESTACIONAR

A inovação sempre esteve no coração do DNA da Renault desde a criação da marca, há mais de um século. Com o passar das décadas, seus engenheiros sempre buscaram soluções para tornar a vida dos condutores sempre mais confortável, prática e segura. Com a invenção One pedal to park, o engenheiro de sistemas Jong-Hoon e o engenheiro de algoritmos Pape seguem a mesma tradição de transformar um obstáculo em força. 

Em 1898, Louis Renault registrou a patente da caixa de câmbio com mudança direta. Algumas semanas mais tarde, com o apoio de seus irmãos Marcel e Fernand, ele criou a empresa Renault Frères (Irmãos Renault). Assim começava uma incrível trajetória industrial, onde os engenheiros da marca sempre foram motivados a se superar para inovar. E Jong-Hoon e Pape sabem muito bem o que significa superação! Responsáveis pelo desenvolvimento do sistema de estacionamento automático Advanced Park Assist, eles tiveram que encontrar uma solução para concluir seu projeto, apesar de uma verdadeira “guerra dos botões” que estava totalmente fora de seu alcance, faltando apenas dois meses para o prazo final do projeto.

“O botão, que era a peça central da nossa inovação, foi utilizado por outro projeto – e acabamos ficando sem ele…”, conta Pape, engenheiro de algoritmos para sistemas de assistência ao motorista na Renault.

“Mudar o conceito em dois meses era algo absolutamente impensável! Mas foi exatamente isso o que fizemos!”, explica Jong-Hoon, engenheiro de sistemas de assistência ao motorista na Renault.

Carros a cada dia mais fáceis de estacionar

Há vários anos, a Renault oferece dispositivos de assistência ao motorista para simplificar as manobras de estacionamento de seus clientes. O sensor de ré foi o primeiro deles, nos anos 1990-2000, inicialmente na traseira do veículo, depois na parte da frente. “Não era mais necessário sair do seu carro para ver se se ainda havia espaço para estacionar”, diz Pape, em tom de brincadeira.

Alguns anos mais tarde, a câmera de ré, e até mesmo uma câmera 360°, que oferece uma “vista aérea”, complementou este dispositivo de auxílio de estacionamento. “Além dos bipes sonoros, foi incluída a visualização da posição dos obstáculos na tela multimídia integrada no painel do carro”, complementa Jong-Hoon.

Com o Easy Park Assist, visto pela primeira ver no Renault Espace 5, em 2015, “entramos em uma nova era”, enfatiza Pape. Por meio de um comando do motorista, o veículo procura uma vaga de estacionamento adequada ao seu tamanho, gerenciando a manobra ao “assumir o controle” do volante. Enquanto isso, o condutor gerencia as acelerações, frenagens, mudanças de marcha entre frente e ré e o acionamento do freio de mão.

Com o surgimento do sistema Easy Park Assist no Renault Espace 5, em 2015, estacionar virou brincadeira de criança!

Quando o Renault Espace foi reestilizado, em 2019, a Renault decidiu ir ainda mais longe na automação do estacionamento. Foi preciso desenvolver internamente um sistema de auxílio ao estacionamento que incluísse todos os comandos da manobra, desde a procura da vaga até parar o motor. Ele seria batizado de Advanced Park Assist, substituindo o Easy Park Assist.

Advanced Park Assist vai ainda mais longe que o Easy Park Assist, automatizando as manobras de estacionamento.

A ambiciosa missão ficou a cargo dos nossos dois promissores engenheiros. Jong-Hoon, engenheiro de sistemas de assistência ao motorista, responsável pela “ideação” do sistema, e Pape, engenheiro de algoritmos de sistemas de assistência ao motorista, que deveria colocá-lo em prática.

Mas eles tinham uma importante restrição: o sistema deveria continuar sendo um dispositivo de assistência ao motorista e não permitir a delegação total da direção. Isso significava fazer com que o condutor se mantivesse alerta durante toda a manobra.

Jong-Hoon, engenheiro de sistemas de assistência ao motorista, e Pape, engenheiro de algoritmos de sistemas de assistência ao motorista, responsáveis pelo desenvolvimento do sistema de estacionamento automático Advanced Park Assist

Tudo muito simples para Jong-Hoon e Pape! Ao pressionar um botão, o sistema cumpriria facilmente esta função. “Bastaria apenas manter o botão pressionado para iniciar a manobra e soltá-lo caso houvesse qualquer problema e pressioná-lo novamente para reiniciar a manobra”, explica Jong-Hoon. E para facilitar ainda mais, já havia um botão disponível no console central, pois o comando do regulador e limitador de velocidade (cruise control) havia sido transferido para o volante. Posicionado ergonomicamente, o condutor poderia acioná-lo confortavelmente, com o cotovelo apoiado, o que seria perfeito para uma manobra que leva algumas dezenas de segundos!

Mas isso não levava em conta a chegada de outra função: o freio de estacionamento assistido com acionamento eletrônico Autohold, que havia sido reavaliado e considerado prioridade em relação ao Advanced Park Assist. Faltando alguns meses para a comercialização do veículo, foi tudo por água abaixo! A solução inicial por meio de um botão que faria com que o condutor se mantivesse atento não existia mais!

A função do freio de estacionamento Autohold foi associada ao botão inicialmente destinado ao sistema Advanced Park Assist

Do botão para o pedal

A indisponibilidade do botão, item essencial para manter a atenção do condutor e permitir a comercialização da função, teria significado o fim do projeto. Mas isso não foi um obstáculo à determinação e criatividade dos nossos dois engenheiros!

Inicialmente, Jong-Hoon e Pape pensaram em incluir outro botão. Mas isso era impossível naquela etapa do projeto! Principalmente na nova versão do Renault Espace, cujo objetivo era apresentar um console central mais clean. Outra solução havia sido considerada, mas foi rapidamente abandonada: colocar o botão de ativação do Advanced Park Assist abaixo da tela do sistema multimídia. Mas manter este botão pressionado com o cotovelo levantado durante toda a manobra de estacionamento não seria muito confortável. A única alternativa seria encontrar outra forma de acionamento. Foi então que o pedal do acelerador assumiu uma função de destaque!

Com Advanced Park Assist, tudo é automatizado e você só precisa manter o pé no pedal para estacionar

“Utilizar o pedal do acelerador para acionar o sistema se mostrou rapidamente como a melhor solução. Ele permitiria manter a atenção do condutor e seria acionado exatamente da mesma forma como um botão. Bastaria pressionar o pedal para ativar a manobra e soltar o pedal para interrompê-la”, conta Jong-Hoon, engenheiro de sistemas de assistência ao motorista na Renault.

A data de lançamento comercial do veículo estava se aproximando e era preciso agir rápido. Jong-Hoon e Pape iniciaram a prototipagem e as demonstrações do funcionamento para as equipes internas. Eles trabalharam com rapidez e ao mesmo tempo eficiência! A solução, que recebeu o nome One pedal to park, era pertinente, atraente e convincente. Foram organizados testes com clientes e os resultados foram mais do que positivos. “Fizemos uma série de testes com usuários, cujos resultados foram bastante positivos, destacando a facilidade de uso do sistema”, ressalta Pape.

A adaptação da solução no pedal foi feita em tempo recorde, em apenas dois meses! “Alterar o conceito em apenas dois meses era simplesmente impensável! Mas foi exatamente isso que fizemos! Em uma situação normal, teríamos levado dois anos para desenvolver uma inovação como esta”, explica Jong-Hoon.

A patente foi registrada logo em seguida. A definição da arquitetura e funcionamento do sistema ficou a cargo de Jong-Hoon e Pape foi o responsável pelo algoritmo.

Jong-Hoon e Pape trabalhando na solução One pedal to park

Mas a grande satisfação foi constatar que a solução do pedal se sairia melhor do que por meio do botão. Primeiro porque é mais fácil de usar, pois o condutor não precisa mais procurar o botão para ativá-la. Outro ponto positivo é o fato de a ação de pressão sobre o pedal de o acelerador ser mais natural. Sem contar no aumento da segurança, pois caso haja qualquer problema – como um pedestre ou animal atravessando logo atrás do veículo – soltar o pedal do acelerador se torna instintivo. Também foi possível aperfeiçoar o sistema, com a regulagem da velocidade sob o controle do condutor. No modelo anterior, o dispositivo regulava a velocidade por meio de um sistema independente do botão. Com o Advanced Park Assist associado à solução One pedal to park, é possível regular a velocidade em até 7 km/h. Outra melhoria implementada no sistema permitiu reiniciar a manobra imediatamente, tendo em vista que a solução anterior obrigava esperar a imobilização total do veículo para a ação ser reiniciada.

“Com o pedal, conseguimos ir além em comparação com a solução via botão. Passamos de um modo liga/desliga para um controle progressivo. Mas não foi fácil. Foi um verdadeiro desafio, que nos permitiu encontrar uma solução ainda melhor do que aquela que havíamos imaginado inicialmente”, explica Pape, engenheiro de algoritmos para sistemas de assistência ao motorista na Renault.

A adversidade permitiu que Pape e Jong-Hoon fossem ainda mais longe, fazendo com que o dispositivo de assistência ao motorista que eles deviam desenvolver fosse ainda mais fácil de usar. A confirmação de que o sistema havia sido bem-sucedido é sua utilização não apenas no Renault Espace, como também no novo Megane E-TECH Electric. Invisível e intuitivo, ele está perfeitamente alinhado à filosofia de racionalização adotada no interior do novo modelo, com seu design minimalista.

O novo Megane E-TECH Electric é equipado com o sistema de estacionamento automático Advanced Park Assist

A inovação de Jong-Hoon e Pape demonstram a força criativa por trás do extenso portfolio de propriedade intelectual da Renault e a capacidade de seus colaboradores em inovar.

Durante a edição 2021 do prêmio de inovação Renault Frères, que reconheceu esta invenção, Luca de Meo, CEO do Renault Group, comentou: “Um grande pilar do nosso plano estratégico Renaulution é a vontade de nos tornarmos uma verdadeira empresa de tecnologia e oferecer aos nossos clientes os melhores serviços conectados e alta tecnologia embarcada em nossos veículos. Estamos prestes a entrar na era do automóvel 4.0, graças à inteligência artificial. Para que os nossos carros sejam a cada dia melhores, estamos fortalecendo nossa expertise em interfaces do usuário, big data, plataformas de serviços, sistemas operacionais, cibersegurança, conectividade e transição energética. Para isso, contamos com nossos recursos e expertises internas. Nossos veículos e serviços se diferenciam pelas soluções inteligentes, que transformam a experiência dos nossos clientes, transmitindo a eles emoção e prazer de dirigir.”

Foto: Sala de Imprensa Renault do Brasil

Por: Sala de Imprensa Renault do Brasil

Previous post Francês dá show no ECPA e mira liderança no Campeonato Paulista de Fórmula Vee
Next post Porsche Carrera Cup Race Report – Stage 7