Finalistas olímpicos estreiam na Copa Brasil de Vela

Um dos destaques da Copa Brasil de Vela 2021, que é realizada na Escola de Vela Lars Grael, em Ilhabela, litoral norte de São Paulo, é a presença da dupla finalista olímpica de Tóquio 2020 Samuel Albrecht e Gabriela Nicolino Sá. Os representantes do País na classe NACRA ficaram em 10º lugar no Japão e escolheram o evento para marcar o reinício de uma campanha para Paris 2024.

A NACRA, assim como Windsurf Formula Foil, Formula Kite, iQFoil e Finn, começaram as disputas da Copa Brasil nesta quinta-feira (14), competição que reúne quase 200 atletas de todas as federações. As provas são organizadas e chanceladas pela CBVela – Confederação Brasileira de Vela.

Sempre entre os melhores do mundo, Samuel e Gabi prestigiam a Copa Brasil para interagir com a nova geração e voltar ao ritmo de regata. Os dois venceram as três regatas do dia em Ilhabela (SP).

”Estávamos há bastante tempo enferrujados, não velejávamos desde as Olimpíadas então estamos retomando nosso ciclo olímpico no dia de hoje, bastante satisfeitos com a nossa performance e de poder estar competindo nesse lugar tão bonito que é Ilhabela”, disse Samuel Albrecht.

”A gente está se divertindo aqui enfrentando os adversários nesse campeonato. É uma grande oportunidade para eles nos vencerem, mas hoje às coisas saíram bem, e vamos assim nos divertir e sem pensar muito no resultado, leve sem pressão e só para voltar a ativa mesmo”.

Como tático do barco Crioula de Porto Alegre (RS), Samuel Albrecht foi campeão e recordista da Semana de Vela de Ilhabela, tradicional evento que ocorre sempre nos meses de julho no Yacht Club de Ilhabela. O gaúcho conhece a raia como poucos no País. A competição tem mais atletas de Tóquio 2020 como Ana Barbachan (470) e Marco Grael (49er), além de treinadores como Juan Sienra e Alexandre Paradeda.

A Copa Brasil conta também com as classes ILCA 7 (Masc.), ILCA 6 (Fem.), ILCA 6 (Masc.), 470 (Misto), 49er, Snipe (misto), Hobie Cat 16, Star, 420 (Aberto e Fem.), 29er (Masc e Fem), ILCA 4.7,  HC 16 com balão (Misto), Dingue, e Bic Techno 293+ (Masc e Fem).

As provas estão sendo transmitidas pela TVN Sports no Canal Olímpico do Brasil. Clique aqui e assista ao Canal Olímpico Brasil.

Acompanhe todos os resultados no site oficial da CBVela:https://bit.ly/ResultadoCopaBrasil  

Enquanto as condições climáticas do dia anterior foram favoráveis, nesta quinta-feira a competição teve que ser paralisada por um período devido à falta de vento.  Média de 8 nós no Canal de São Sebastião.

”Foi um dia bem trabalhoso pra todos, também para os velejadores que tiveram que ter paciência e esperar, mas conseguimos fazer algumas regatas, duas, três para algumas classes e eu acredito que tenha sido, dentro das condições, um bom dia aí para essa Copa Brasil de Vela”, disse Walter Böddener, gerente de eventos da CBVela.

A Copa Brasil de Vela foi disputada pela primeira vez em 2013 e teve grande adesão de atletas.  O evento faz parte do Plano de Alto Rendimento (PAR) da CBVela, que analisa os resultados e desempenhos dos velejadores em competições, que podem ser convocados para treinamentos e participação em outros campeonatos nacionais e internacionais.

Grandes nomes da vela brasileira estão reunidos na Escola de Vela Lars Grael, em Ilhabela, incluindo jovens velejadores que estão despontando agora na modalidade. Ao mesmo tempo da nona edição da Copa Brasil está sendo realizada a VII Copa Brasil de Vela Jovem que serve como experiências e chances para os mais novos.

“As disputas são muito boas, tem um grupo do Sul que está muito bem, ganhou duas regatas hoje, a gente fez o primeiro dois segundos e vamos com tudo nos próximos dois dias pra tentar levar essa”, contou Nick Grael, filho de Lars Grael, e que faz de 49er com o primo Marco, atleta olímpico e filho de Torben Grael.

A Copa Brasil de Vela Jovem tem apoio do Comitê Brasileiro de Clubes sendo um CBI – Campeonato Brasileiro Interclubes. O evento será classificatório para o Mundial da Juventude que ocorre em Omã, além de servir como uma competição de observação dentro do atual ciclo olímpico. Por isso, grandes nomes da modalidade participam das provas.

Na corrida pela vaga no Mundial da Juventude, os três primeiros da classe ILCA 6 Radial masculino, Felipe Fraquelli, Mathias Reimer e Pedro Madureira se destacam e prometem uma disputa acirrada até domingo (17). Pedro Madureira começou melhor, com 4 pontos, seguido por Mathias Reimer (7) e Felipe (7).

No mesmo período da Copa Brasil de Vela, Ilhabela (SP) receberá o XVII Simpósio de Segurança do Navegador Amador, no Yacht Club de Ilhabela (YCI). O evento terá uma série de atividades dentro e fora do mar, incluindo palestras, treinamentos e provas.

Sobre a CBVela

A Confederação Brasileira de Vela (CBVela) é a representante oficial da vela esportiva do país nos âmbitos nacional e internacional. É filiada à Federação Internacional de Vela (World Sailing) e ao Comitê Olímpico Brasileiro (COB).

Tem o Bradesco como patrocinador oficial, e o Grupo Energisa como parceiro oficial e patrocinador da Vela Jovem. A vela é a modalidade com o maior número de medalhas de ouro olímpicas na história do esporte do Brasil: oito. Ao todo, os velejadores brasileiros já conquistaram 19 medalhas em Jogos Olímpicos.

Entre em contato com a equipe On Board Sports:
Flavio Perez
katarine@onboardsports.net | redacao@onboardsports.net
+55 11 99949-8035
🔛 www.onboardsports.net

Previous post Simpósio de Segurança do Navegador Amador abre sua 17ª edição com atividades no mar
Next post Próximo desafio de dupla brasileira será o Hail Rally e o Dakar, na Arábia Saudita