Motor deixa Giovana Marinoski a “pé” no Catarinense de Kart

O motor desligou na largada na Final e impediu a kartista paranaense de brigar pelo pódio no Catarinense de Kart

Giovana segue focada na preparação para o Brasileiro, a ser disputado em dezembro no Beto Carrero

CURITIBA (PR) – A expectativa de uma boa corrida e de brigar pelo pódio da categoria Cadete no Campeonato Catarinense de Kart, encerrado sábado (9), no Kartódromo Beto Carrero, em Penha, terminou na largada da Final para a paranaense Giovana Krupp Marinoski, da equipe Clínica Pneumoair/Explorer Informática/Ananias Imóveis/MRcar/Distribuidora Parmera/Instituto ASR. O motor apagou e ela caiu para as últimas colocações. Depois de remar, ela recebeu a bandeirada em 19º.

Nas duas provas classificatórias da sexta-feira, Giovana largou em 10º e terminou em nono na primeira. Na segunda terminou em 16º, o que lhe levou a largar em 13º na Final. “Foi frustrante o motor apagar na largada. Fiz o que foi possível para recuperar. De consolo, ficou o uso do Catarinense como preparação para o Brasileiro, que foi muito boa”, frisa Giovana, que já se prepara para a Copa Super Paraná, que será disputada no dia 6 de novembro, no Kartódromo Raceland Internacional em Pinhais, no Paraná.

A categoria Cadete contou com a participação de 28 competidores e o título foi conquistado pelo paranaense Davi Alkmin.

Crédito da foto: Mario Ferreira

Assessoria de imprensa da piloto Giovana Krupp Marinoski

Jornalista Responsável: Luiz Aparecido da Silva

O post Motor deixa Giovana Marinoski a “pé” no Catarinense de Kart apareceu primeiro em Revista Podium.