Filho e pai se revezam na liderança da classificação geral

Reinaldo, o pai, dominou os dois primeiros dias até Rodrigo superá-lo nesta segunda-feira

Rodrigo Varela e Filipe Palmeiro são os novos líderes do Sertões (Magnus Torquato/Fotop)

Em se tratando da “Família da Poeira”, a cena é até comum. Mas mesmo assim o Rally dos Sertões viveu um dia de disputa bastante familiar nesta segunda-feira (16), quando a dupla Rodrigo Varela/Filipe Palmeiro assumiu a liderança na categoria mais competitiva, a UTV, que conta com mais de 90 inscritos. Para alcançar a façanha, Rodrigo teve que superar o pai, Reinaldo Varela, que liderava a classificação geral desde o primeiro dia. A prova teve hoje 202km de trecho especial (cronometrado em alta velocidade), saindo de Araripina (PE) até São Raimundo Nonato (PI).
“A gente fica meio mordido, mas fica feliz também, né?”, brincou Reinaldo, que é tricampeão mundial da modalidade, além de campeão do Rally Dakar, e conta com a navegação de Gunnar Dums. “Quando soube que ele tinha me passado, fui lá e dei um grande abraço. Depois dei um puxão de orelha”, continua Reinaldo Varela, que já venceu o Sertões duas vezes na classificação geral e oito vezes por categoria.
Esta segunda-feira foi o terceiro dia da competição. Com os dois primeiros tendo Reinaldo e Dums na liderança geral da categoria UTV, a prova teve um novo líder depois que Rodrigo terminou em terceiro na especial de hoje e, na soma dos tempos, superou todos os mais de 90 competidores. “Nós viemos mantendo o mesmo ritmo desde o primeiro dia. Mas sempre com cautela, por que uma quebra pode colocar tudo a perder”, avaliou Rodrigo.

Socorro na trilha – Já Reinaldo enfrentou problemas e ficou parado durante dez minutos para a troca de uma peça. “Meu outro filho, o Gabriel, que disputa a prova com o navegador Filipe Bianchini, vinha atrás. Quando me viu, parou o UTV e ofereceu a peça do carro dele para que eu pudesse continuar. Isso é que é espírito de equipe. E um filho de ouro”, elogiou o tricampeão mundial.
Mesmo assim, Gabriel e Bianchini conseguiram terminar a especial do dia, pois foram socorridos pelo carro de apoio da equipe Monster Can-Am, que já havia sido acionado. A vitória na especial de hoje foi da dupla Denísio Nascimento/Idali Bosse, que completou os 202km da especial em 3h07min42s4.
Nesta terça-feira, o roteiro do Rally dos Sertões faz um “laço”, ou seja, larga e retorna de São Raimundo Nonato, no Piauí, percorrendo 306km de especial. Confira os cinco melhores desta segunda-feira e também os cinco primeiros colocados na classificação geral da categoria UTV:

Classificação geral UTVs após três dias
1- Rodrigo Varela/Filipe Palmeiro, 10h53min20s
2- Denísio Casarini/Ivo Mayer, a 1min16s4
3- Gabriel Cestari/Jhonatan Ardigo, a 2min27s7
4- André Hort/Matheus Mazzei, a 3min21s7
5- Aristides Mafra/Breno Rezende, a 4min33s6

Classificação da 3ª especial, nesta segunda-feira
1- Denísio Nascimento/Idali Bosse, 3h07min42s4
2- Tomas Luza/Ana Paula Franciosi, a 2s6
3- Rodrigo Varela/Filipe Palmeiro, a 2min34s8
4- Fabio Pirondi/Marcelo Ritter, a 3min07s8
5- Gustavo Zanforlin/André Munhoz, a 3min40s4

Contatos
Rodolpho Siqueira

Previous post Confirmada para outubro a 29ª 500 Milhas de Londrina
Next post Xand Avião e Rodolffo: dos palcos para as trilhas