Semana Internacional de Vela de Ilhabela tem dia sem regatas

As regatas desta quinta-feira (29) da Semana Internacional de Vela de Ilhabela foram canceladas em função dos fortes ventos em Ilhabela (SP), que passaram de 30 nós de rajada com Sudoeste.

O frio se manteve no litoral norte paulista com termômetros chegando a 12 graus de mínima. Para preservar a segurança dos 81 barcos que participam do maior evento de vela oceânica da América Latina, a comissão de regatas resolveu tomar a decisão.

A competição volta na sexta-feira (30) e o tiro de largada foi antecipado para 11h. Normalmente as regatas começam às 12h. Desde bem cedo no Yacht Club de Ilhabela, a comissão de regatas liderada por Cuca Sodré analisava as condições, que mudaram dois dias atrás com a chegada de uma forte frente fria à região.

Foram içadas as bandeiras Recon sobre Alfa, significando que as regatas do dia foram canceladas. Outro aviso foi a bandeira vermelha, que proíbe os barcos de saírem do clube ou das marinas. Os velejadores e os árbitros se comunicam por bandeiras para que todos os competidores saibam o que ocorre nas raias.

”A decisão da comissão de regatas foi muito boa! Além de preservar a segurança e a integridade dos velejadores e equipamentos. Ainda tem muito campeonato pela frente. Tem o nosso apoio”, disse Jorge Berdasco, comandante do Bravo.

Até o momento foram disputadas até quatro regatas para a maioria das oitos classes inscritas na Semana Internacional de Vela de Ilhabela. ”Está super difícil, o frio está pegando, com muitos ventos”, reforçou Silvio do Nascimento, apoio náutico do YCI.

O dia off foi usado para os velejadores descansarem depois das regatas com muito vento e chuva na quarta-feira, 28. Também ganharam uma chance, mesmo que pequena, para secar as roupas de tempo usadas até agora.

”O vento soprou forte, não deu regata, mas estávamos entusiasmados a navegadas. Ontem deu belas planadas apesar do frio. O Canal de São Sebastião proporcionou um dia de belas navegadas”, disse André Bochecha Fonseca, tático do Phoenix.

Acesse todos os resultados acumulados

Os velejadores continuam a competição nos dois dias finais, que são sexta-feira (30) e sábado (31). Chance para que classes novas no calendário, como a Mini Transat, mostrem sua força na vela oceânica.

Os barcos de 6.5m são usados para regatas de travessia transatlântica e contam com uma classe bem forte principalmente na França.

”O mini é um barco para atravessar o oceano e por isso está pronto para qualquer condição de vento. Tenho três risos nas mestra e um riso na genôa. Se der 40 nós, eu tenho condição de encarar. Nesse vento estaríamos a 14 nós por hora”.

”Não são condições assustadoras, mas não para uma regata de canal, por exemplo. No mar aberto eu tenho como fazer mais manobras”, disse o experiente navegador Kan Chu, que participa da classe Mini.

Baixe o Aviso de Regata oficial

Nesta sexta-feira (30), as temperaturas devem continuar baixas com ventos mais fracos de intensidade na direção sul.

As regatas devem ser realizadas no Canal de São Sebastião. A competição vai até sábado (31). Participam 81 veleiros das classes HPE25, C30, Clássicos, Bico de Proa, RGS, ORC, Mini Transat e Multicascos.