Nem o estouro de motor e confusão nas provas da F4 Graduados tiraram o brilho de Helena Melo no regional paulista.

Foi a 2ª etapa do regional paulista em Interlagos e 2ª prova de Helena Melo (Grupo Office Tech Soluções Tecnológicas / Vila Árabe – Culinária Libanesa), na categoria F4 Graduados.

Pilotar em Interlagos, Kartódromo Municipal Ayrton Senna, em alto nível é pra poucos, ainda mais quando “São Pedro” não toma os remédios contra bipolaridade.

Ainda nos treinos livres, um motor estourado quase provoca um acidente grave que poderia abreviar a participação da jovem piloto, mas os seus anjos da guarda estavam atentos.

No treino classificatório, Heleninha, apelido carinhoso batizado pelos pilotos do grid, cravou o 10º tempo ficando a apenas 5 décimos de segundo do pole, demonstrando o quão competitivo estava o grid.

Já demonstrando evolução dentro da categoria, a única “menina” do grid, fez uma largada agressiva, não se intimidando com os vários toques que ocorrem no meio do pelotão.

As disputas eram fortes e leais, mas na 7ª volta, a confusão.

Uma disputa entre os líderes, provocou um acidente na entrada da reta dos boxes onde o piloto, de forma irresponsável, abandonou o seu kart atravessado na pista ainda com o motor ligado, provocando diretamente outro acidente, esse mais grave sendo acionada a bandeira vermelha neutralizando a prova.

Helena de forma hábil em uma manobra arriscada conseguiu evitar o pior, porém quem vinha logo atrás atingiu o seu eixo traseiro e se chocou contra o muro, outros pilotos também acabaram se envolvendo no acidente de forma leve.

As consequências foram o fim de prova para Helena Melo com o eixo traseiro de seu chassi Thunder completamente empenado e outro piloto com o tornozelo machucado.

De volta ao box da AS Racing, a equipe chefiada por Adriano operou um milagre.

Em um tempo de pouco mais de 40 minutos, montaram o chassi reserva para Helena retornar a pista para a corrida 2, fato impensável para quem testemunhou o fantástico trabalho de toda a equipe.

Infelizmente o 2º chassi não estava com as configurações de corrida, mas a piloto do kart 33 não se entregou até a garra de fixação do motor quebrar faltando 3 voltas para o final.

“Estou feliz pelo meu desempenho e só tenho a agradecer ao empenho da equipe em me colocar na pista para a corrida 2, infelizmente batidas acontecem e ainda estou começando a minha carreira, tenho que continuar aprendendo e evoluindo”, destacou a jovem piloto.

A piloto Helena Melo, conta com a preparação da AS Racing Kart, apoios de Grupo Office Tech Soluções Tecnológicas / Vila Árabe – Culinária Libanesa, agora mira para o regional mineiro.

Siga Helena Melo nas redes sociais em:

www.instagram.com/pilotahelenamelo

www.facebook.com/ helenamelo_pilota33

Jornalista responsável: Alex Cronhal

Imagens: Eni Alves