Aulas ao vivo alavancam evolução da Escolinha de Triathlon Formando Campeões

Escolinha de Triathlon

Medida surgiu para que o projeto mantivesse as atividades para as 320 crianças atendidas durante todo o período da pandemia, sem interrupções

É possível ensinar triathlon online? A Escolinha de Triathlon Formando Campeões mostra que, com experiência, sensibilidade e vontade, não existem limites para o aprendizado. As aulas ao vivo no Google Meet, com a metodologia desenvolvida nos cinco anos do projeto paranaense, vêm melhorando o desempenho dos alunos e conquistando novos adeptos, mesmo em meio à pandemia de Covid-19. E devem ser mantidas após o retorno aos treinos presenciais.

Com a paralisação das atividades esportivas em abril, a Escolinha teve que se reinventar. Para seguir atendendo a todas as 320 crianças do projeto, sem interrupções, a saída foi investir nas aulas diárias em vídeo, gravadas e disponibilizadas no Youtube e por e-mail, desde o início do período de distanciamento social. As aulas ao vivo são a segunda etapa da migração para o ambiente virtual, e vieram para gerar maior proximidade com os alunos.

Evolução com os treinos virtuais

O “olho no olho”, mesmo que por uma tela de computador, é mais que um incentivo para a garotada. Nos encontros ao vivo, e segunda a quinta-feira nos turnos da manhã e da tarde, dois professores e dois estagiários comandam o treino, elaborados com exercícios dinâmicos e muita música. Pela câmera, eles podem corrigir os movimentos dos alunos e tirar dúvidas na hora. Ao final, ainda ficam disponíveis para conversar com as crianças e receber o feedback delas.

“A evolução dos alunos desde o início das nossas aulas via Google meet é visível, tanto no processo de coordenação motora quanto cognitivo”, destaca Ricardo Júnior Cardoso, coordenador do projeto. “No decorrer dos encontros virtuais é possível observar essas mudanças nos alunos.”

Entre as mudanças observadas, Ricardo cita duas alunas do núcleo do Colégio da Polícia Militar. Uma mostrou grande evolução nas aulas de bike indoor, dominando o treino com o rolo livre. Outra, bastante assídua nos encontros online, levou as habilidades adquiridas para os seus treinos ao ar livre, sem qualquer perda de rendimento, mostrando a eficiência da metodologia aplicada.

Exercícios para combater o mau humor

“Também tivemos uma situação engraçada, com um aluno do núcleo de Santa Felicidade. Ele não queria participar da aula ao vivo porque estava de mau humor”, lembra o coordenador do projeto. “Mas foi convencido por um dos professores presentes a fazer pelo menos os primeiros exercícios. E, no meio da parte principal, avisou que o mau humor tinha passado e faria a aula até o final.”