Os maranhenses Fabio Cadasso e Artur de Carvalho aceleram para a 1ª etapa dos Sertões

Com céu nublado, o piloto Fabio Cadasso, 54 anos, e o navegador Artur de Carvalho, 30 anos, estiveram entre os 56 UTVs, que percorreram 4.730 m, no Prólogo no Velocittà, em Mogi Guaçu, a 180 km de São Paulo, que abriu o Sertões 2020, na sexta (30/10). A dupla maranhense larga em 9º na categoria Over 45, neste sábado (31), a bordo de um Can-Am Maverick X3 #253, para a 1ª etapa – com 585 km, sendo 205 de Especial. “Achei bem bacana porque era travado, com partes de alta e umas lombas. Gostei bastante”, afirma Cadasso, que compete com equipe própria, a Cadasso Racing.

O Prólogo definiu a ordem de largada para a primeira Especial e foi apenas um aquecimento para as sete etapas e mais de 4.700 km de roteiro, por isso todo cuidado é pouco. “Fui com cautela, como todo iniciante em uma modalidade deve fazer, já que é a minha estreia no UTV. Mesmo assim, me surpreendi, achei que o tempo foi razoável (4min57s)”, explica Cadasso que está em sua nona participação e é o único competidor das 28 edições a pilotar em todas as modalidades: caminhão, carros, motos, quadriciclos e UTV.

“A expectativa para a 1ª etapa é repetir esse cuidado, assim conseguiremos correr e não ter problema no domingo, quando tem início a Maratona (quando não é permitido atendimento da equipe de apoio). A ideia é seguir neste ritmo até chegar em casa”, afirma o piloto. O destino final será em Barreirinhas, em terras maranhenses, onde a dupla já conhece bem.

“Após dois dias de muito trabalho, graças a Deus conseguimos vencer os desafios, em tempo hábil, passar na vistoria e realizar o prólogo”, diz Carvalho. “O Prólogo foi bom para nosso entrosamento e para o Fabio pegar o jeito do UTV. O trecho era de uma pista de Baja, com terreno de cascalho, bastante escorregadio, que a qualquer deslize poderíamos sobrar em alguma curva e colidir com algum mourão de cerca”, conta o navegador, que no ano passado estreou no Sertões nos UTVs e finalizou em 4º na Pró Elite.

Segundo Carvalho, tudo transcorreu conforme planejado pela dupla, que tem o objetivo de completar os três primeiros dias e se adaptar ao carro. “Afinal, no Prólogo não se ganha o rali, mas podemos perder. Após a etapa Maratona iremos impor um ritmo mais forte e procurar subir algumas posições na classificação”. O navegador está há nove no off-road, sobretudo no Rally de Regularidade. Nos quadriciclos já foi pentacampeão do Rally Cerapió e bicampeão maranhense, entre outras conquistas.

A dupla é apaixonada por rali e desafios, que este ano será o de encarar um roteiro que passará por São Paulo, Minas Gerais, Distrito Federal, Goiás, Tocantins e Maranhão, onde serão fundamentais sabedoria, velocidade, navegação e resistência do equipamento para mais essa disputa acirrada que o Sertões promove.

Trajetória de pódios e solidariedade no Sertões – Fábio Cadasso estreou no grid do Sertões em 2012, na categoria Caminhões Leves, pela Ford Racing Trucks/Território Motorsport, quando ficou em 3º lugar na categoria. Em 2013, pilotou um Troller da equipe Troller Racing/Território Motorsport e terminou em 3º na Production T2. No mesmo ano, conquistou os títulos Brasileiro e Paulista de Rally Cross Country 2013, na categoria Caminhões Leves. Dois anos depois retornou ao grid e passou a competir com equipe própria, com uma Pajero TR4 e foram três anos com pódio: 5º lugar em 2015, 2016 vice-campeões e 2017 em 5º lugar, sempre na Production T2. Guerreiro, encarou a edição de 2018 de moto (CRF 250cc) e foi o único ano que não conseguiu completar, pois se acidentou. Em 2019 disputou nos quadris (700cc) e fechou em 5º na categoria e 2020 estreia nos UTVs. A equipe Cadasso Racing, seguindo o projeto iniciado em 2016, neste ano, doou 300 livros para a ação social do Sertões, que serão distribuídos para crianças ou escolas.

Bolhas – Nesta 28ª edição o Sertões terá um formato diferente devido à pandemia e seguirá todos os protocolos de segurança. Entre as medidas, a caravana do rali está fechada em bolhas com todos testados, sendo que competidores e staff estão em motor homes ou acampados dentro das bolhas. Não é permitida a presença do público no evento. Não haverá cidades-anfitriãs, os acampamentos serão fora do perímetro urbano, e os locais serão divulgados na véspera para evitar aglomerações.

A equipe Cadasso Racing tem patrocínio do Governo do Estado do Maranhão, por meio da Lei de Incentivo ao Esporte, e do Grupo Mateus, e apoio da Off-Road SLZ.

Mais informações sobre a dupla e também para acompanhar a cobertura durante o Sertões acesse as redes sociais: Facebook/ @pilotofabiocadasso, Instagram/@equipecadassoracing e Twitter/@equipecadassoracing.

Classificação Prólogo (30/10)

Categoria UTV Over 45
1º – 252 – Marcelo Tomasoni/Breno Resende (CAN-AM Maverick X3)
2º – 234 – Javier Fernandez/ Marcos Finatto (CAN-AM Maverick X3)
3º – 251 – Sergio Gugelmin/Filipaldo José Koech (CAN-AM Maverick X3)
4º – 247 – José Rufino/José Fiuza Neto (CAN-AM Maverick XRS)
5º – 222 – Silvio Martins/Winicius Martins (CAN-AM Maverick X3)
6º – 246 – WanderRibeiro/ e Caio Spolidorio (CAN-AM Maverick X3)
7º – 244 – Armando Pires/Eduardo Pires (CAN-AM Maverick)
8º – 255 – João Resende/João Paulo Teles (CAN-AM Maverick X3 XRS)
9º – 253 – Fabio Cadasso/Artur de Carvalho (CAN-AM Maverick X3)
10º – 230 – Leonardo Collier/Leonardo Mendonça (CAN-AM Maverick X3)

Programação 28º Sertões (30/10 a 7/11)

1ª. Etapa – BOLHA 1 – 31/10, Sábado
Total: 585 km, sendo 205 km de trechos cronometrados

1/11, domingo – Dia de Deslocamento e Manutenção

2a etapa – BOLHA 2 – 2/11, segunda-feira – ETAPA MARATONA RENÊ MELLO
Total: 519 km, sendo 353 km de trechos cronometrados

3a etapa – BOLHA 3 – 3/11, terça-feira – ETAPA MARATONA PAULO GONÇALVES
Total: 369 km, sendo 200 km de trechos cronometrados

4a etapa – BOLHA 4 – 4/11, quarta-feira?
Total: 641 km, sendo 329 km de trechos cronometrados

5a etapa – BOLHA 5 – 5/11, quinta-feira
Total: 612 km, sendo 337 km de trechos cronometrados

6a etapa – BOLHA 6 – 6/11, sexta-feira
Total: 791 km, sendo 300 km de trechos cronometrados

7a etapa – BOLHA 7 – 7/11, sábado (chegada em Barreirinhas/MA)
Total: 512 km, sendo 280 km de trechos cronometrados

Assessoria de Imprensa – Equipe Cadasso Racing
Deborah Ferreira – deborah@tudoemcomunicacao.com.br