Fórmula 2: Guilherme Samaia destaca fim de semana promissor, mas difícil na Rússia

Brasileiro da Campos Racing mostrou bom ritmo na corrida do sábado (26), mas no domingo abandonou na primeira volta por causa de um acidente

Guilherme Samaia teve um final de semana que se desenhava de certa forma promissor em Sóchi, na Rússia, na 10ª etapa da temporada 2020 da Fórmula 2. O brasileiro da equipe Campos Racing demonstrou grande melhora de ritmo na primeira corrida da rodada dupla, no sábado (26), onde chegou em 16º depois de ter largado da 22ª colocação, e no domingo (27) foi forçado a abandonar a prova depois de um acidente com outros dois concorrentes.

Em uma pista difícil e que era novidade para o piloto de 23 anos, seu ritmo foi crescendo de maneira constante. Um erro durante a classificação minou as chances de conseguir uma boa posição para a largada, mas mesmo assim Guilherme se recuperou bem para concluir a primeira disputa no 16º lugar.

“Sóchi é uma pista muito difícil para acertar bem o carro. Fomos evoluindo passo a passo. No primeiro stint da primeira corrida tivemos problemas em fazer o pneu duro funcionar; o desgaste foi muito acentuado e acabamos sofrendo com o ritmo, mas com os macios foi muito bom, constante e forte, o que foi bem positivo”, disse.

O acerto do carro foi melhorado para a corrida de domingo, mas não adiantou muita coisa. “Melhoramos o carro, e minha largada foi muito boa. Ganhei quatro posições até a curva dois, mas aí de novo eu tive problema de perda de potência. Quando coloquei a quinta marcha o motor entrou em modo de segurança por nenhuma razão aparente – o mesmo velho problema de sensor que ainda não foi resolvido, mas que eu não tive no sábado. Precisamos descobrir isso. Chegando na curva 2, na disputa da freada, eu consegui colocar o carro, mas fui espremido entre outros dois carros, fiquei sem espaço e, fui jogado para a zebra alta, decolei e outro carro me acertou, quebrando a suspensão dianteira direita”, contou.

O acidente forçou o abandono de Samaia, que acabara de ter problemas de potência em seu Dallara, ainda na primeira volta. De qualquer forma, a corrida do domingo foi bem mais curta que o habitual: um forte acidente entre Luca Ghiotto, da Hitech, e Jack Aitken, companheiro de equipe de Samaia, forçou a interrupção e o final prematuro da corrida. Ambos os pilotos não se feriram. As vitórias ficaram com o alemão Mick Schumacher, da Prema, e com o chinês Guanyu Zhou, da UNI-Virtuosi.

A Fórmula 2 agora faz um intervalo de 60 dias antes de partir para as duas rodadas duplas finais da temporada, que acontecem, ambas, no Barein, mas em traçados diferentes, de 26 a 28 de novembro e depois, de 3 a 5 de dezembro no traçado externo.

Saiba mais em: www.fiaformula2.com
Instagram Guilherme Samaia: www.instagram.com/gsamaia
Instagram Campos Racing: www.instagram.com/camposracing
Instagram Fórmula 2: www.instagram.com/fiaf2championship

Foto:  Sebastiaan Rozendaal / Dutch Photo Agency

Por: P1 Media Relations

Leia mais: https://www.highspeedbrazil.com.br/formula-2-guilherme-samaia-destaca-fim-de-semana-promissor-mas-dificil-na-russia/

Previous post Super Turismo: Marçal Müller vence a segunda do ano, no Velopark
Next post HCA – Health Control & Assistant faz teste de COVID-19 em evento de surfe em Ubatuba (SP)