“Prometi essa vitória para o Renato”, conta Salustiano

Disputas acirradas, rodadas, batidas, caminhão pegando fogo e ultrapassagens, esse foi o cenário das duas corridas da Copa Truck, deste domingo, no  Autódromo Internacional Ayrton Senna, em Goiânia (GO). Mas Paulo Salustiano #55 (R9 Competições/SFI CHIPS) fechou o dia com uma bela vitória, após liderar desde o início, a segunda corrida e completar as 11 voltas em 20min50s172. O piloto da equipe oficial da Volkswagen fez também a melhor volta com 1min51s810.

“Muito gratificante poder levar uma vitória para casa! Conseguimos dar uma realinhada no caminhão e sanar alguns pequenos problemas que nos tiraram da corrida de sábado”, afirma Salustiano que marcou 30 pontos para o campeonato. No dia anterior (15), o paulista teve problemas com a válvula do freio que o prejudicou na Corrida 1 e o tirou da Corrida 2.

Mas, neste domingo, fez uma corrida de recuperação e pode mostrar toda sua técnica e o piloto rápido que é.  Na primeira corrida do dia queimou um radar que acabou prejudicando o resultado e terminou na 8ª posição, mas a vitória na segunda corrida não escapou de suas mãos, tanto que fez uma homenagem ao chefe da equipe, Renato Martins, que passou por uma cirurgia e não pode estar em Goiânia. “Prometi ao Renato que se vencesse dedicaria a ele essa vitória, como também para minha esposa”, explica Salustiano.

No total, os pilotos enfrentaram uma maratona de quatro corridas – duas no sábado (3ª etapa) e duas no domingo (4ª etapa) – e também tiveram de driblar o forte calor goiano para não prejudicar o desempenho dos brutos na pista de 3, 835 metros de extensão com muitas curvas e retas. Sem a presença do público nas arquibancadas, a organização inovou ao criar um sistema de Drive In, com duas pessoas por carro, onde puderam também passar pelos boxes antes da largada deste domingo. No sábado, as duas corridas foram vencidas por Beto Monteiro, companheiro de equipe de Salustiano.