Iveco Usual Racing espera colocar seus dois titulares no top 10

A Iveco Usual Racing está pronta para acelerar novamente pela Copa Truck. O palco deste fim de semana é Goiânia, pista de grandes memórias para Djalma Pivetta e Felipe Giaffone, os pilotos titulares da equipe sediada em Laranjal Paulista.

Multicampeão com caminhões de corrida, Giaffone já venceu no traçado que tem uma das mais longas retas do Brasil. Já Djalma, guarda a pista goiana na memória pois foi o circuito onde competiu pela primeira vez com um truck -justamente na estreia da equipe Iveco Usual Racing no ano passado.

Nada melhor que um cenário de boas lembranças para um desafio quádruplo neste fim de semana. Serão nada menos que quatro corridas na programação, duas no sábado e outras duas no domingo, todas com transmissão ao vivo pelos canais Sportv.

A programação da etapa determina um treino livre na sexta-feira e dois no sábado. No sábado acontece o quali da terceira etapa, que compreende as duas corridas do dia: a primeira com largada às 16h23 e a segunda às 16h50. No domingo, o dia começa com o quali da quarta etapa, cujas corridas estão marcadas para 14h08 e 14h35.

A exemplo da primeira etapa da Copa Truck, as corridas deste fim de semana são submetidas a um rigoroso protocolo de segurança e sem a presença de público. A categoria foi a primeira a promover um evento em meio à pandemia e estabeleceu parâmetros para o retorno das competições nos autódromos do Brasil.

Nesta etapa, além dos caminhões de Pivetta e Giaffone, a Iveco Usual Racing vai inscrever um terceiro truck. Também vencedor de corrida em Goiânia, Valmir Benavides, o “Hisgué”, será o piloto convidado da equipe em Goiânia e vai pilotar o caminhão #2.

O que eles disseram:

“Estamos evoluindo um caminhão novo, que construímos e vem sendo desenvolvido. O acerto de chão, principalmente, está bem rápido. Ainda precisamos fazer alguns ajustes na parte de motor. Vou animado para Goiânia, mas o maior objeto é ter um fim de semana sem problemas para não acontecer como foi em Cascavel, quando aprendemos menos que poderíamos do caminhão novo. Então acho que se não tivermos problemas, temos caminhão para andar entre os cinco ou seis primeiros”

Felipe Giaffone, piloto do caminhão #4

“A expectativa é evoluir em relação ao ano passado. Foi onde fiz minha estreia na categoria em 2019 e agora estou retornando ao autódromo. Com mais conhecimento da pista e visão sobre a categoria, espero melhorar o desempenho. É um autódromo excelente, muito gostoso de correr e que proporciona bastante segurança. Se funcionar tudo direitinho, espero terminar entre os 10, que foi nossa realidade em Cascavel na abertura da temporada”

Djalma Pivetta, piloto do caminhão #21