Britânico Oliver Rowland vence pela primeira vez na Fórmula E

Oliver Rowland (GBR), Nissan e.Dams, Nissan IMO2 crosses the line and takes the chequered flag

Um novo piloto entrou para a lista os vencedores de eprix da ABB Fórmula E.

O britânico Oliver Rowland da Nissan e.Dams venceu a prova realizada nesta quarta-feira (12), no Aeroporto de Tempelhof, em Berlim, na Alemanha e agora é o vice-líder da temporada.

O piloto de 28 anos mostrou um bom ritmo de qualificação em sua temporada de estreia no ano passado com duas pole positions – e uma terceira que foi cancelada pelos comissários – mas finalmente conseguiu transformar isso em uma vitória, ao se manter na frente do início ao fim e receber a bandeirada.

O top-3 foi completado pelo holandês Robin Frijns da Envision Virgin Racing, que registrou seu terceiro resultado entre os quatro primeiros em cinco corridas disputadas em Berlim, e com o piloto alemão campeão da DTM Rene Rast, em apenas sua quinta corrida de Fórmula E, conquistando seu primeiro pódio pela Audi Sport ABT Schaeffler.

Foi um dia ruim para os pilotos brasileiros. Felipe Massa largou em oitavo e terminou apenas em 13º.

Em sua quinta prova na categoria, Sérgio Sette Câmara largou em nono e terminou em 15º.

Já Lucas di Grassi largou no fundo do grid, até esboçou uma reação mas acabou levando a pior em uma disputa de posição com o campeão Antonio Félix da Costa e terminou apenas em 21º.

Como foi a corrida

O quinto de um total de seis eprix em Berlim começou com um tom dramático já no treino classificatório, já que os quatro campeões da Fórmula E presentes no grid atual (Lucas di Grassi, Sébastien Buemi e a dupla da DS Tcheetah, Jean-Eric Vergne e Antonio Félix da Costa) não conseguiram cravar a volta mais rápida e por isso, largaram no fundo do grid.

Melhor para Oliver Rowland, que conquistou sua terceira Julius Baer Pole Position na Fórmula E, e conseguiu se manter a frente dos demais adversários em uma largada sem incidentes entre os primeiros colocados.

A exceção aconteceu entre Jérôme D’Ambrosio (Mahindra Racing), Sam Bird (Envision Virgin Racing) e Maximilian Günther (BMW i Andretti Motorsport), que bateram e o jovem piloto alemão levou a pior, se retirando da prova.

Na frente, Andre Lotterer (TAG Heuer Porsche) conseguiu algumas posições nas primeiras voltas, saltando de sétimo para o quarto lugar, ficando atrás do companheiro de equipe Neel Jani – que nunca havia marcado um ponto na Fórmula E antes desta corrida – em terceiro após um desempenho impressionante na qualificação.

Jani adotou uma tática diferente dos seus adversários: pegou ambos os MODOS DE ATAQUE no meio da corrida enquanto a maioria estava ativando o primeiro, mas ainda assim não teve êxito e acabou caindo para a quinta colocação.

Durante toda a prova, Rowland e se mantiveram nas duas primeiras posições sem sofrer pressão por parte dos demais pilotos, enquanto René Rast e Lotterer começaram a lutar volta a volta pela terceira colocação.

Mas, quando a corrida entrou em seus últimos instantes, Rast fez uma ousada manobra para cima de seu compatriota e assumiu a terceira colocação na última volta da corrida para se juntar a Rowland e Frijns no pódio, aumentando suas chances de conseguir um contrato de longo prazo com a Audi após ganhar espaço na equipe após a demissão de Daniel Abt.

Com o resultado desta quarta-feira, Rowland assumiu a segunda posição no Campeonato de Pilotos, deixando Jean-Eric Vergne em terceiro.

Sete pilotos ainda lutam pelo vice desta temporada, lembrando que o português Antonio Félix da Costa já é o campeão, assim como a DS Techeetah já garantiu o título entre as equipes.

A sexta temporada da Fórmula E será encerrada nesta quinta-feira (13), com o sexto e último EPrix de Berlim às 14h (Horário de Brasília), com transmissão exclusiva no Brasil pelos canais Fox Sports.