Uso da tecnologia facilita retomada de vendas após a pandemia

A tecnologia mudou a forma como as pessoas se relacionam e fazem compras. Veja como ela pode oferecer recursos para ajudar na retomada de vendas.
Aos poucos a vida está voltando ao chamado “novo normal”, com as pessoas preocupadas com o Coronavírus, adotando medidas de proteção quando saem de casa e retomando o consumo.
A preocupação com a doença ainda não deixou de existir, porém, o uso da tecnologia facilita retomada de vendas após a pandemia e pode trazer mudanças aos negócios.
São muitos os recursos que podem ser empregados para vender mais e atrair os consumidores, e quando combinados com um bom planejamento, podem trazer resultados surpreendentes. Veja como a tecnologia tem ajudado os empresários.
E-commerce para a retomada de vendas
As lojas virtuais foram essenciais para ajudar a manter as vendas durante a pandemia e continuarão a ter grande importância. As pessoas aprenderam as facilidades de comprar online e sabem que conseguem encontrar o produto que precisam.
Um ponto a ser abordado é que os serviços também podem ser vendidos por meio do e-commerce, como é o caso do seguro auto. O cliente consegue entrar no site, pedir a cotação com as coberturas que deseja ter e contratar o seguro do carro sem sair de casa.
Entretanto, o e-commerce do futuro deve evoluir ainda mais na retomada das vendas. As empresas que quiserem inovar e sair na frente podem apostar na realidade virtual,
reconhecimento fácil para identificação do usuário e login e na integração de diferentes formas de pagamento.
Uso de tecnologias para o atendimento
Principalmente no atendimento remoto, a tecnologia se fará bastante presente. O uso de chatbots permitirá que a pessoa esclareça dúvidas e obtenha informações a qualquer hora do dia por meio da inteligência artificial.
O Whatsapp é outra ferramenta que será bastante utilizada para se manter o contato entre vendedores e clientes, pela facilidade de uso e grande número de pessoas que possuem acesso a ela.
O uso de vídeo chamadas também estará entre as tecnologias que ajudarão nas vendas. Ao ver o vendedor, a pessoa se sente mais confiável e consegue obter informações facilmente. Isso cria um vínculo que gera engajamento.
Não será apenas no universo online que a tecnologia será usada. Nas lojas físicas, o QRCode pode fazer o papel do vendedor e garantir o distanciamento que os clientes buscam. Com o uso do celular é possível ler o código e obter informações sobre o produto que ajudarão na escolha.
Pagamento sem contato
O distanciamento deve continuar a acontecer e as pessoas querem ter o mínimo contato possível, inclusive com as maquininhas de pagamento, que muitas vezes não são higienizadas corretamente, ou com o dinheiro físico, que costuma ser bem sujo.
A tecnologia facilita a retomada de vendas quando um estabelecimento comercial permite que o cliente pague por meios digitais sem ter contato com nenhum equipamento que não seja o dele. As máquinas que permitem o pagamento por aproximação, sendo identificando um cartão, celular ou lendo o QR Code já tiveram um aumento na procura durante a pandemia e devem crescer ainda mais.
Sistemas de vídeo analytics
Essa tecnologia está sendo utilizada de diferentes formas no comércio. Com os sistemas de vídeo analytics é possível, por exemplo, medir a temperatura corporal dos visitantes e saber quem está com febre ou não. Essas câmeras estão sendo bastante utilizadas em shoppings ou locais de grande circulação de pessoas por sua alta capacidade de medição.
Esse tipo de sistema ainda pode ser usado para controlar o número de pessoas em um determinado local, contabilizando o número de visitantes em um centro comercial ou até mesmo em um corredor de uma loja para saber quais são os produtos que mais estão atraindo.
Combinar o físico e o virtual
A experiência do presencial está sendo cada vez mais combinada com o virtual. Isso quer dizer que é necessário integrar os dois canais.
Na pandemia, por necessidade se intensificaram alguns tipos de serviços que devem permanecer. Um deles foi o drive-thru. Se antes isso era bastante utilizado no setor alimentício, se expandiu para as mais diversas áreas.
As pessoas fazem a compra por meios virtuais como sites, aplicativos de mensagens ou telefone e vão até o local retirar, garantindo o mínimo de contato possível. A retirada pode ser feita diretamente com um funcionário ou em armários que solicitam uma senha para a liberação das portas.
Nesse mesmo ramo podemos citar o delivery, com boa parte dos pedidos sendo feitos por aplicativos e entregues em casa.
A retomada de vendas está ocorrendo e com o uso da tecnologia acaba atraindo mais consumidores e acelerando esse processo.
Por Jeniffer Elaina, da Smartia.com.br