Lance Stroll dita o ritmo em Silverstone na Fórmula 1

RESUMO DOS PNEUS DE SEXTA-FEIRA

* As temperaturas em Silverstone foram as mais quentes vistas em vários anos, chegando a 37 graus no ambiente e 51 na pista, aumentando o desafio deste circuito de alta velocidade e alta carga de energia.
* Lance Stroll, da Racing Point, estabeleceu o melhor tempo do TL2 esta tarde com o P Zero vermelho macio, cerca de meio segundo mais lento do que o tempo equivalente do ano passado.
* Como resultado da recente paralisação no país, a pista de Silverstone não foi usada extensivamente, o que significa que a superfície que foi asfaltada novamente no ano passado não amadureceu muito. O vento e as altas temperaturas, também, muitas vezes, dificultaram para os pilotos encontrarem os níveis certos de aderência e equilíbrio aerodinâmico.
* Nessas condições difíceis, o pneu C1 P Zero branco duro, indicado pela primeira vez este ano, ofereceu um bom compromisso entre desempenho e durabilidade.

MARIO ISOLA – GERENTE MUNDIAL DE MOTORSPORT DA PIRELLI
“Silverstone é sempre um desafio difícil, mas quando a pista é ‘verde’ em uma sexta-feira e nessas condições extremamente quentes, o trabalho dos pneus se torna ainda mais difícil. Como as condições climáticas provavelmente se tornarão consideravelmente mais frias para o resto do fim de semana, isso torna a vida um pouco mais difícil para as equipes. Os dados coletados hoje podem não ser inteiramente relevantes para as condições de corrida esperadas, por outro lado. Foi interessante ver que 17 dos 20 carros ficaram separados por apenas 1,5 segundo no TL2, o que sugere que estamos em um fim de semana muito disputado”.

* O número acima dá a quantidade total de quilômetros no TL1 e TL2 hoje, todos os pilotos combinados.

* Por composto, todos os pilotos incluídos.