MOTOGP: Etapa do Japão cancelada

A FIM, a IRTA e a Dorna Sports anunciaram o cancelamento do Grande Prêmio do Japão. A pandemia Covid-19 ainda em curso obrigou ao cancelamento do evento, que estava previsto para 16 a 18 de Outubro no circuito Twin Ring Motegi.

Sendo a casa dos fabricantes da MotoGP Honda, Yamaha e Suzuki, o Japão é vital para a presença global e sucesso da MotoGP.

O icônico Twin Ring Motegi está no calendário desde 1999 e a Dorna Sports anseia por voltar às corridas no recinto em 2021, diante de alguns dos fãs mais dedicados e leais do mundo.

“A Mobilityland tinha se preparado muito para o Grande Prêmio do Japão de MotoGP deste ano, no entanto a situação no Japão e na Europa é imprevisível e espera-se o alargamento da proibição internacional de viagens. Como resultado das nossas discussões com a Dorna, concordámos que não temos escolha para completar a temporada a não ser cancelar o GP do Japão. Entendemos que esta é uma grande desilusão para os fãs e todas as partes relacionadas. Agradecemos a compreensão.” – disse Kaoru Tanaka, Presidente da Mobilityland Corporation

“É com grande tristeza que anunciamos o cancelamento do Grande Prêmio do Japão no circuito Motegi tão único, o que significa que não teremos uma corrida no Japão no calendário pela primeira vez desde 1986. A família da MotoGP está a trabalhar arduamente para poder recomeçar a temporada de corridas e realizar o maior número possível de eventos, e da forma mais segura possível. Por esta razão, a FIM e a Dorna, em consulta com a IRTA e a MSMA, decidiram que, até meados de Novembro, a MotoGP permanecerá na Europa para fazer o maior número de eventos europeus de MotoGP que pudermos. Por isso, os eventos no estrangeiro, se possível, deverão ser agendados para meados de Novembro, o que seria demasiado tarde para o Grande Prêmio Motul do Japão. Por esta razão, foi decidido, em consulta com a Mobilityland, que o Grande Prêmio do Japão não poderia realizar-se em 2020. Agradeço muito à Mobilityland o apoio dado a MotoGP. Em nome da Dorna, gostaria também de agradecer a todos os adeptos a sua compreensão e paciência enquanto esperamos que a situação melhore. Estamos ansiosos para voltar a Motegi no próximo ano.” – acrescentou Carmelo Ezpeleta, CEO da Dorna Sports


FONTE: MOTOSPORT

LEIA MAIS:  MOTO2: Motores Triumph são entregues as equipes