Rally Dakar – Reinaldo Varela e Gustavo Gugelmin partem para o último dia do Rally Dakar 2020

Haradh (Arábia Saudita) – O Rally Dakar revela os campeões da edição 2020 nesta sexta-feira (17/1), em Qiddiya, na Arábia Saudita. Em décimo lugar do ranking para UTVs (SxS), os brasileiros Reinaldo Varela e Gustavo Gugelmin, da equipe Monster Energy/Can-Am/South Racing, completaram a 11ª e penúltima etapa da prova nesta quinta-feira (16/1), a bordo do UTV Can-Am Maverick X3.

O trajeto do dia teve início em Shubaytah e retorno para Haradh, com 744 quilômetros, sendo 379 cronometrados. O percurso finalizou a segunda parte da disputa em formato maratona, na qual os participantes não puderam ter ajuda das equipes de apoio.

Com alguns imprevistos ao longo do caminho, Varela e Gugelmin concluíram e etapa na 30ª colocação. “Tivemos problemas e paramos para fazer os ajustes necessários. Viemos devagar para conseguir terminar. O mais importante nesse momento é completar a competição amanhã com o nosso Can-Am Maverick X3”, conta o piloto atual campeão mundial de Rally Cross Country da classe T3 e dono do título do Dakar em 2018, ao lado do navegador Gugelmin e com o mesmo modelo de UTV.

A vitória na penúltima etapa ficou com os chilenos Francisco “Chaleco” Lopez e Juan Pablo Vinagre. Porém, a liderança continua nas mãos da equipe Monster Energy/Can-Am/South Racing, com Casey Currie e Sean Berriman, dos Estados Unidos, donos da ponta do ranking desde o sétimo dia. Eles vão para a última especial com vantagem de 45min33s sobre os vice-líderes, os russos Sergei Kariakin e Anton Vlasiuk.

A divisão para UTVs cresce a cada ano no Rally Dakar e é uma das mais acirradas da competição em 2020, mas sempre com domínio da Can-Am – a marca que assina 33 dos 46 veículos inscritos na categoria. Entre os 10 primeiros do ranking dos UTVs, nove competidores utilizam o veículo Can-Am Maverick X3.

A etapa final da 42ª edição do Dakar, nesta sexta-feira (17), será entre Haradh e Qiddiya, na Arábia Saudita. Serão percorridos 447 quilômetros, sendo 374 contra o relógio, em um trajeto que promete dar trabalho aos navegadores na parte final. A tradicional prova conta em 2020 com 12 dias em terras sauditas e 7800 quilômetros no total (pouco mais de 5000 km de especiais). A competição inclui, além dos UTVs, as categorias para motos, quadriciclos, carros e caminhões.

Rally Dakar 2020 – Categoria UTVs (SxS)

Acumulado (extraoficial) – Dez primeiros
1 – #405 – Casey Currie / Sean Berriman (EUA) – 51:39:32 – Can-Am Maverick X3
2 – #411 – Sergei Kariakin / Anton Vlasiuk (RUS) – 52:25:05 – Can-Am Maverick X3
3 – Francisco “Chaleco” Lopez / Juan Pablo Vinagre (CHI) – 52:37:04 – Can-Am Maverick X3

4 – #404 – Conrad Rautenbach (ZWE) / Pedro Bianchi Prata (POR) – 52:56:10
5 – #410 – Jose Antonio Lopez / Diego Gil (ESP) – 52:58:04 – Can-Am Maverick X3
6 – #420 – Jesus Puras / Xavier Blanco (ESP) – 54:04:31 – Can-Am Maverick X3
7 – #417 – Axel Alletru (FRA) / Francois Begun (BEL) – 54:05:47 – Can-Am Maverick X3
8 – #427 – Austin Jones / Kellon Walch (EUA) – 54:43:53 – Can-Am Maverick X3
9 – #433 – Santiago Navarro / Marc Terradellas (ESP) – 57:22:22 – Can-Am Maverick X3
10 – #402 – Reinaldo Varela / Gustavo Gugelmin (BRA) – 57:33:34 – Can-Am Maverick X3

Resultados da 11ª etapa (extraoficiais) – Dez primeiros
1 – #400 – Francisco “Chaleco” Lopez / Juan Pablo Vinagre (CHI) – 4:59:51 – Can-Am Maverick X3
2 – #419 – Aaron Domzala / Maciej Marton (POL) – 5:10:44 – Can-Am Maverick X3

3 – #404 – Conrad Rautenbach (ZWE) / Pedro Bianchi Prata (POR) – 5:12:27
4 – #410 – Jose Antonio Lopez / Diego Gil (ESP) – 5:13:05 – Can-Am Maverick X3
5 – #420 – Jesus Puras / Xavier Blanco (ESP) – 5:13:58 – Can-Am Maverick X3
6 – #411 – Sergei Kariakin / Anton Vlasiuk (RUS) – 5:16:10 – Can-Am Maverick X3
7 – #405 – Casey Currie / Sean Berriman (EUA) – 5:17:17 – Can-Am Maverick X3
8 – #401 – Gerard Farres Guell / Armand Monleon (ESP) – 5:22:45 – Can-Am Maverick X3
9 – #429 – Kees Koolen / Jurgen Goorbergh (HOL) – 5:23:22 – Can-Am Maverick X3
10 – #442 – Saleh Alsaif (SAU) / Moad Alarja (JOR) – 5:29:06 – Can-Am Maverick X3
30 – #402 – Reinaldo Varela / Gustavo Gugelmin (BRA) –
6:48:18 – Can-Am Maverick X3

Roteiro* Rally Dakar 2020 / Categoria para UTVs

17/1
Etapa 12 – Haradh / Qiddiya
Deslocamento – 73 km
Especial – 374 km
Total do dia – 447 km

* As informações são fornecidas pela organização do evento e estão sujeitas e alterações.

Sobre a BRP – A BRP é líder global no segmento de veículos motorizados esportivos, sistemas de propulsão e embarcações construídos em mais de 75 anos de capacidade inventiva e foco intensivo no consumidor. O portfólio do grupo canadense é formado por produtos e marcas líderes de mercado, o que inclui as motos de neve Ski-Doo e Lynx, as embarcações Sea-Doo, os veículos on-road e off-road da Can-Am, os barcos Alumacraft e Manitou e os sistemas de propulsão marítima Evinrude e Rotax, bem como os motores Rotax para karts, motocicletas e aeronaves recreativas. A BRP apresenta como apoio a sua linha de produtos o suporte completo em peças, acessórios e vestuário, para aprimorar ainda mais a experiência do consumidor. Com vendas anuais de US$ 4,5 bilhões em mais de 100 países, o grupo conta com força de trabalho global composta por cerca de 10.350 pessoas motivadas e engenhosas.

www.brp.com
@BRPNews

Ski-Doo, Lynx, Sea-Doo, Evinrude, Rotax, Can-Am, Alumacraft, Manitou, Maverick X3 e o logotipo da BRP são marcas registradas da Bombardier Recreational Products Inc. ou de suas afiliadas. Todas as outras marcas registradas são de propriedade de seus respectivos proprietários.