Vencedores da Transat Jacques Vabre recebem os troféus oficiais no Salão Náutico de Paris

Os vencedores da Transat Jacques Vabre Normandie Le Havre foram oficialmente premiados neste sábado (7), no Nautic Paris, principal salão náutico da França.

As duplas ganhadoras nas três classes inscritas na regata oceânica receberam os troféus na cerimônia.

A competição de 2019 reuniu ao todo 59 barcos, que partiram de em Le Havre, na França, rumo à Salvador (BA).

Apenas sete embarcações ficaram pelo caminho no Oceano Atlântico, o que resultou no recorde de participação nas 14 edições do evento.

O campeão da Multi50, categoria dos multicascos, foi o Groupe GCA Mille et une sourires, comandado pelos franceses Gilles Lamire e Antoine Carpentier.

Os vencedores foram chamados ao palco ao lado dos adversários que completaram o pódio, as duplas do Solidaires En Peloton ARSEP e Primonia.

“Foi uma largada intensa! E a regata foi bonita por causa disso e graças aos nossos concorrentes”, reforçou Gilles Lamire, que levou seu multicasco a vencer a prova de 8 mil quilômetros em 11 dias, 16 horas, 34 minutos e 41 segundos.

Na IMOCA 60, o Apivia foi o campeão, seguido por PRB e Charal. Com um barco novinho em folha (com direito aos hidrofólios), os franceses Charlie Dalin e Yann Eliès fizeram o percurso em 13 dias, 12 horas e 8 minutos.

”A Transat Jacques Vabre é como uma boa caipirinha, você tem que beber três! Eu realmente aprecio essa prova em duplas, foi um grande prazer viver isso com Charlie!”, disse Yann Eliès.

“Foi o primeiro grande sucesso da campanha do Apivia! Fomos muito felizes!”, completou Charlie Dalin.

O campeão na Class40 entre os 27 que saíram de Le Havre foi o Credit Mutuel, que completou a prova em 17 dias 16 horas 21 minutos 23 segundos.  A dupla francesa foi formada por Ian Lipinski e Adrien Hardy.

A competição terminou no último dia 21 de novembro e teve ao todo 25 dias de travessia com a chegada do último da Class40, o Terre Exotique.

O Brasil já sediou por oito vezes a regata em duplas pelo Atlântico. A capital baiana recebeu por seis vezes e a catarinense Itajaí por duas. A prova já desembarcou também na Colômbia e na Costa Rica.

Os baianos agora se preparam para receber mais um campeonato internacional. Em 2020, a base naval de Aratu sediará o Mundial da Juventude da World Sailing. As regatas serão para atletas de até 19 anos e reunirá mais de 80 países.

A próxima edição da Transat Jacques Vabre Normandie Le Havre será realizada em 2021. O local será anunciado no ano que vem.

Close