Beto Monteiro é confirmado como campeão de 2019

O pernambucano Beto Monteiro concluiu uma temporada perfeita neste fim de semana em Interlagos com o título de 2019 da Copa Truck. Com o caminhão #88 da Volkswagen, Beto confirmou a conquista de forma extra-oficial já na primeira corrida, quando foi o segundo colocado após liderar a maior parte da disputa e ceder a vitória ao companheiro Paulo Salustiano, que brigava com André Marques pelo vice-campeonato, nas curvas finais.

Salustiano também ficou com a vitória na corrida 2 após a CBA fazer uma vistoria minunciosa em cinco caminhões após reclamações (que envolveu os caminhões de Beto, Salustiano, Marques, Roberval Andrade e Renato Martins) e resultou na desclassificação de Roberval das duas corridas por conta de irregularidades técnicas. Mesmo com a vitória, Salu não conseguiu tirar Marques do vice-campeonato.

Já Beto Monteiro conquista seu primeiro título nacional desde 2013 em uma temporada de redenção após passar o ano inteiro de 2018 em jejum. “Estou sem palavras para descrever tanta felicidade. A gente teve um ano fantástico e, para mim, foi um dos melhores da minha vida nas pistas. E eu preciso agradecer a muita gente: Deus, família, equipe, patrocinadores, engenharia da Volkswagen e o Renato Martins, que apostou no time. Ainda tenho alguns compromissos, mas não vejo a hora de comemorar com o resto da familia em Recife.”

Salustiano, por sua vez, não se conteve de felicidade ao saber que fechou o fim de semana com duas vitórias e o máximo de pontos. “Estou muito feliz, com duas vitórias em casa, um total de seis neste ano incrível. O vice não veio, mas cumprimos a meta de ter o Beto campeão e a Volkswagen campeã. Obrigado ao Beto pela ajuda na primeira corrida, pois ele poderia ter selado o título com uma vitória, mas decidiu trabalhar em equipe e isso não vou esquecer”, comentou Salustiano.

Mas a prova não ficou exclusivamente focada na disputa pelo título, pois muitas outras surpresas e acontecimentos arrepiaram os presentes. Destaque inicial para Pedro Paulo Fernandes, que deu um show de ultrapassagens e liderava a corrida 2 até sua turbina explodir de forma espetacular e cobrir toda a reta dos boxes de fumaça. Outro nome que chamou a atenção foi o retorno de Giuliano Losacco com direito a troféu pela quinta posição na corrida 2.

Além do estouro da turbina de Pedro Paulo, outro momento de tensão e emoção marcou a prova final: em plena freada no fim da reta oposta, o Iveco de Felipe Giaffone quebrou, enlameou todo o setor e, além de provocar a rodada do próprio Felipe, também vitimou todo mundo que veio atrás, como André Marques, Clodoaldo Monteiro, Luiz Carlos Zapelini, Leandro Totti e Wellington Cirino. Por sorte, Marques conseguiu sair da caixa de brita e terminar em quarto para selar o vice.

O fim de semana em Interlagos contou com agenda cheia: corridas da Copa Truck, do Mercedes-Benz Challenge, da Copa HB20, show de motocross da Equipe Jorge Negretti, ação de Natal com Show da Turma da Mônica para mais de 500 crianças, a reunião de caminhões da Diesellândia, desfile de todos os carros e pilotos, exposição de truckmodelismo e visitação dupla aos boxes, entre outras ações que mantiveram o público que encheu Interlagos e encerrou a temporada com chave de ouro.

O calendário de 2020 da Copa Truck será divulgado em breve. Confira abaixo o resultado das duas corridas e a classificação final da Grande Final e das montadoras:

Corrida 1
1. Paulo Salustiano (Volkswagen), 11 voltas em 25min29s267
2. Beto Monteiro (Volkswagen), a 0s756
3. Leandro Totti (Mercedes-Benz), a 13s421
4. Felipe Giaffone (Iveco), a 19s012
5. André Marques (Mercedes-Benz), a 19s815
6. Renato Martins (Volkswagen), a 20s266
7. Pedro Paulo Fernandes (Mercedes-Benz), a 22s366
8. Wellington Cirino (Mercedes-Benz), a 22s686
9. Clodoaldo Monteiro (MAN), a 26s090
10. Adalberto Jardim (Ford), a 31s325
11. Luiz Carlos Zapelini (MAN), a 34s960
12. Gabriel Robe (Mercedes-Benz), a 40s854
13. José Augusto Dias (Volkswagen), a 43s859
14. Giuliano Losacco (Iveco), a 45s106
15. Regis Boessio (Volvo), a 45s633
16. Debora Rodrigues (Mercedes-Benz), a 54s389
17. Jaidson Zini (Scania), a 1min02s084
18. Djalma Pivetta (Iveco), a 1min02s486
19. Luiz Lopes (Iveco), a 1min03s211
20. Danilo Alamini (Iveco), a 1min13s536
21. Daniel Kelemen (Mercedes-Benz), a 1min19s221
22. Fabio Fogaça (Ford), a 2min03s459
23. Juca Bala (Ford), a 2min05s427
24. Evandro Camargo (Volvo), a 3 voltas

Não classificados
Duda Bana (Scania), não largou
Roberval Andrade (Mercedes-Benz), desclassificado

Melhor volta: Paulo Salustiano, 2min05s762

Corrida 2
1. Paulo Salustiano (Volkswagen), 9 voltas em 26min08s685
2. Renato Martins (Volkswagen), a 4s253
3. Beto Monteiro (Volkswagen), a 4s995
4. André Marques (Mercedes-Benz), a 6s996
5. Giuliano Losacco (Iveco), a 8s440
6. Adalberto Jardim (Ford), a 9s855
7. José Augusto Dias (Volkswagen), a 12s948
8. Jaidson Zini (Scania), a 17s517
9. Gabriel Robe (Mercedes-Benz), a 17s670
10. Fabio Fogaça (Ford), a 18s711
11. Regis Boessio (Volvo), a 19s070
12. Luiz Lopes (Iveco), a 21s320
13. Daniel Kelemen (Mercedes-Benz), a 21s355
14. Djalma Pivetta (Iveco), a 22s988
15. Juca Bala (Ford), a 32s918
16. Evandro Camargo (Volvo), a 1min02s576
17. Luiz Carlos Zapelini (MAN), a 1 volta
18. Leandro Totti (Mercedes-Benz), a 2 voltas

Não classificados
Danilo Alamini (Iveco), a 4 voltas
Clodoaldo Monteiro (MAN), a 5 voltas
Felipe Giaffone (Iveco), a 6 voltas
Wellington Cirino (Mercedes-Benz), a 6 voltas
Pedro Paulo Fernandes (Mercedes-Benz), a 6 voltas
Debora Rodrigues (Mercedes-Benz), a 8 voltas
Roberval Andrade (Mercedes-Benz), desclassificado

Melhor volta: Paulo Salustiano, 2min06s687

Classificação da Grande Final

1. Beto Monteiro, 176
2. André Marques, 155
3. Paulo Salustiano, 152
4. Felipe Giaffone, 134
5. Leandro Totti, 128
6. Roberval Andrade, 110
7. Renato Martins, 30
8. Adalberto Jardim, 20
9. Giuliano Losacco, 17
10. José Augusto Dias, 16
11. Gabriel Robe, 15
12. Pedro Paulo Fernandes, 13
13. Wellington Cirino, 12
14. Clodoaldo Monteiro, 11
15. Regis Boessio, 10
16. Luiz Carlos Zapelini, 9
17. Jaidson Zini, 8
18. Fabio Fogaça, 6
19. Luiz Lopes, 4
20. Daniel Kelemen, 3
21. Djalma Pivetta, 2
22. Juca Bala, 1
23. Debora Rodrigeus, 0
24. Danilo Alamini, 0
25. Duda Bana, 0
26. Evandro Camargo, 0
27. Djalma Fogaça, 0

Close