Lewis Hamilton garante melhor tempo desta sexta-feira na F1

Após o primeiro
treino livre, a maior reclamação dos pilotos foi de fato os bumps, que
atrapalharam os pilotos no TL1, isso por que a pista foi recapeada em alguns
trechos criando esse desnível. Como o primeiro treino livre os pilotos trabalharam
a maior parte do tempo para a Pirelli, nesta segunda sessão a disputa por
posições na tabela de tempos deve ser maior, porém ainda nesta sessão terá
pneus 2020 para as equipes.

Começando os
trabalhos na sessão da tarde, em Austin, Robert Kubica com sua Williams foi o
primeiro piloto a ir para a pista seguido por Albon, Norris, Sainz, Kvyat e
Russel que viu Nicholas Latifi ter problemas em seu carro na primeira sessão.  

Com onze minutos de
sessão, a primeira bandeira vermelha do dia foi causada por Romain Grosjean
após bater na curva 6 destruindo a asa dianteira e as suspensões, além de
outros problemas no carro da Haas que terá trabalho para consertar o carro da
equipe norte americana.

Após sete minutos a
sessão recomeçou com 15ºC de temperatura ambiente, enquanto que a pista estava
23ºC, mais quente que na primeira sessão.

Um pouco antes de
encerrar a primeira meia hora, Giovinazzi acabou rodando no mesmo ponto de
Grosjean, a diferença que não bateu.

Ao final da
primeira meia hora do treino, Charles Leclerc tinha o melhor tempo com
1m34s434, com Max Verstappen, Lewis Hamilton, Valtteri Bottas e Alexander Albon
nas cinco primeiras posições da tabela de tempos, já no minuto seguinte Lewis Hamilton
pulou para a segunda posição com o tempo de 1m34s592 com pneus duros, diferente
dos demais que estão trabalhando com pneus macios ou médios ou com pneu para
2020.

O trabalho do
inglês é interessante por que o pneu duro numa temperatura baixa deixa o carro
escorregando nas curvas, já que é o pneu de menos aderência e com isso demora
para aquecer, principalmente em uma pista de baixa temperatura.

Com pneus macios,
Valtteri Bottas pulou para o topo da tabela de tempos com 1m34s077, porém logo
em seguida Sebastian Vettel respondeu com 1m33s890 também de pneus macios. Na
sequência Leclerc baixou o tempo ainda mais para 1m33s533 retomando o topo da
tabela de tempos da sessão.

A disputa entre
Ferrari e Mercedes estava interessante neste momento do treino, tanto que Lewis
Hamilton marcou 1m33s232 chegando ao primeiro lugar, em pouco tempo os pilotos baixaram
um segundo com pneus macios.

Faltando meia hora
para o final, Lewis Hamilton liderava a sessão com Charles Leclerc, Max
Verstappen, Sebastian Vettel e Valtteri Bottas nas cinco primeiras posições com
Albon em sexto e quatro voltas anuladas por ir além do limite da pista, o tailandês
esta ganhando neste quesito.

O restante da
sessão os pilotos trataram de simular situação de corrida, tanto que Lewis
Hamilton estava marcando tempos na casa de 1m39s com pneus médios.

Ao final da sessão,
Lewis Hamilton ficou com o melhor tempo do dia com 1m33s232, com Charles
Leclerc, Max Verstappen, Sebastian Vettel e Valtteri Bottas formando o top5.

Destaque também
para Albon, Gasly e Stroll que ficaram entre os dez primeiros nas duas sessões
do dia.

Amanhã o terceiro treino livre acontece às 15h, com a classificação acontece às 18h.

Foto: Mercedes AMG F1