Paulo Salustiano é campeão da Quarta Copa e obtém última vaga para Grande Final

Debaixo de um temporal que caiu desde as primeiras horas da manhã nas região de Nova Santa Rita (RS), onde fica localizado o Autódromo do Velopark, Roberval Andrade e Wellington Cirino venceram as corridas correspondentes à oitava etapa, mas foi Paulo Salustiano quem ficou com o último título da temporada regular, se tornando o último piloto a se classificar para a Grande Final.

Com o triunfo, Salustiano se junta a Beto Monteiro, André Marques, Felipe Giaffone, Roberval Andrade e Leandro Totti na lista dos pilotos aptos a brigar pelo campeonato geral na Grande Final, que está marcada para os dias 7 e 8 de dezembro no Autódromo de Interlagos (SP).

“Depois de tanto bater na trave, essa vaga não podia ter vindo de forma mais dramática, com muita chuva e muito risco! Mas deu tudo certo no fim, corri pensando na Grande Final, torcendo para não ter nenhum tipo de problema e agora posso comemorar muito não só esse título quanto essa vaga, ambos muito esperados”, celebrou bastante Salustiano.

Vice-campeão, Beto Monteiro não lamentou o fato de ter perdido a vitória na corrida 1 para Roberval, uma vez que o foco dele era somar mais pontos no ranking dos finalistas. “Foram mais bons pontos importantes para a Grande Final e saio satisfeito, mesmo não tendo vencido. Agora temos pouco mais de um mês para deixar tudo afinado em busca do título da temporada”, resume Beto, vice-campeão da Quarta Copa.

“Estou muito feliz por mais pontos, principalmente, pela vitória do Cirino. Esta etapa nos enche de confiança para a Grande Final e vamos trabalhar para conquistar o título que nos escapou no ano passado”, completa André Marques, terceiro colocado na Copa.

Além dos três finalistas, os vencedores merecem bastante destaque pelo arrojo e agressividade em condições adversas. Conhecido por andar muito bem na chuva, Roberval protagonizou uma das manobras do ano ao tomar a liderança de Beto Monteiro na corrida 1 passando por fora. “Foi uma vitória incrível, do jeito que eu gosto, com muita chuva. Pena que não rendeu mais pontos para a decisão, mas é um fim de semana com dois pódios que vou guardar com carinho na memória”

Já Cirino também tirou proveito das condições para fazer valer seu talento e voltar a vencer na temporada – mesmo que tarde demais: “Tive um ano muito complicado, fiquei fora da Final por conta de quebras e acidentes, por isso essa vitória foi muito bem-vinda. Foi para lavar a alma. A equipe merecia esse resultado e vamos para a Grande Final prontos para ajudar o André Marques a levar o campeonato para casa.”

Corrida 1

1 Roberval Andrade (Mercedes-Benz), 11 voltas em 19min38s542
2 Beto Monteiro (Volkswagen), a 1s160
3 Paulo Salustiano (Volkswagen), a 6s477
4 Felipe Giaffone (Iveco), a 7s478
5 Renato Martins (Volkswagen), a 9s894
6 André Marques (Mercedes-Benz), a 11s001
7 Wellington Cirino (Mercedes-Benz), a 11s857
8 Leandro Totti (Mercedes-Benz), a 16s935
9 Gabriel Robe (Mercedes-Benz), a 17s802
10 Regis Boessio (Volvo), a 20s756
11 Pedro Paulo (Mercedes-Benz), a 21s499
12 Clodoaldo Monteiro (Volkswagen), a 25s969
13 Luiz Carlos Zapelini (Volkswagen), a 27s364
14 Debora Rodrigues (Mercedes-Benz), a 28s279
15 Adalberto Jardim (Ford), a 28s467
16 Jaidson Zini (Iveco), a 33s308
17 Danilo Alamini (Iveco), a 33s432
18 Evandro Camargo (Volvo), a 34s382
19 Vitor Genz (Mercedes-Benz), a 35s036
20 Luiz Lopes (Iveco), a 1 volta
21 Djalma Fogaça (Ford), a 1 volta
22 Fabio Fogaça (Ford), a 1 volta
23 Djalma Pivetta (Iveco), a 1 volta
24 Juca Bala (Ford), a 1 volta
25 José Augusto Dias (Volkswagen), a 11 voltas

Corrida 2

1 Wellington Cirino (Mercedes-Benz), 16 voltas em 25min57s245
2 Paulo Salustiano (Volkswagen), a 4s073
3 Roberval Andrade (Mercedes-Benz), a 5s872
4 Leandro Totti (Mercedes-Benz), a 6s034
5 André Marques (Mercedes-Benz), a 6s571
6 Beto Monteiro (Volkswagen), a 8s698
7 Felipe Giaffone (Iveco), a 9s896
8 Renato Martins (Volkswagen), a 12s168
9 Pedro Paulo (Mercedes-Benz), a 13s731
10 Regis Boessio (Volvo), a 25s001
11 Gabriel Robe (Mercedes-Benz), a 31s024
12 Debora Rodrigues (Mercedes-Benz), a 31s842
13 Clodoaldo Monteiro (Volkswagen), a 36s669
14 Jaidson Zini (Iveco), a 39s171
15 Adalberto Jardim (Ford), a 39s172
16 Vitor Genz (Mercedes-Benz), a 40s156
17 Luiz Carlos Zapelini (Volkswagen), a 43s083
18 Luiz Lopes (Iveco), a 43s874
19 Danilo Alamini (Iveco), a 50s990
20 Fabio Fogaça (Ford), a 51s918
21 Djalma Fogaça (Ford), a 1min00s117
22 Evandro Camargo (Volvo), a 1min01s048
23 Djalma Pivetta (Iveco), a 1min29s222
24 Juca Bala (Ford), a 1 volta
25 José Augusto Dias (Volkswagen), a 16 voltas

Foto: Vanderley Soares/Copa Truck

Previous post Vitória e mais troféus para a Mercedes-Benz na Copa Truck
Next post Mercedes-Benz Challenge define finalistas em corrida caótica