Lewis Hamilton conquista vitória no GP do México e agora está a 4 pontos do hexa

Com arquibancadas lotadas e clima agradável no autódromo Hermanos Rodriguez, Lewis Hamilton mostrou muita competência em manter seu carro por mais de 40 voltas com o mesmo pneu para conquistar seu centésimo pódio e a centésima vitória na Mercedes na F1.
Sebastian Vettel ficou com a segunda posição e um pouco de frustração para a Ferrari que errou na parada do Leclerc e assim perder tempo para brigar com o Bottas, que completou o pódio da prova e agora precisa vencer em Austin além de um combinação de resultado para manter a disputa do título aberta.
Na largada, os carros da Ferrari tracionaram bem mantendo a liderança da prova porém Hamilton e Verstappen se tocaram entre a curva 1 e 2, com os dois atravessando na grama com o inglês caindo para quinto enquanto que o holandês perdeu mais posições, já Alexander Albon fez boa largada fugindo dos problemas pulando para a terceira posição seguido por Carlos Sainz.
O safety car virtual foi acionado para uma limpeza rápida da pista, com a pista sendo liberada para vermos uma briga boa entre Bottas e Verstappen, porém o holandês teve seu pneu furado num toque em sua ultrapassagem sobre o finlandês no estádio.
Neste início de prova apenas Sainz, Norris e Kvyat com pneus macios, enquanto que os demais largaram com pneus médios e apenas Ricciardo largou com pneus duros.
Na volta 11, Kvyat foi o primeiro a parar, trocando seus pneus para os médios, muito por conta da alta temperatura deste momento da prova que estava em 44°C, degradando bastante os pneus.
Na volta 13, Lando Norris foi aos boxes para troca de pneus, porém a roda dianteira esquerda não foi bem encaixada e o inglês parou no final do pit lane para os mecânicos da McLaren levarem ele novamente ao pit, e encaixando de forma correta para o jovem piloto voltar a corrida na última posição.
Já Albon fez sua parada calçando pneus médios na volta 15, voltando na sexta posição da prova, enquanto Leclerc também calçou pneus médios.
Lewis Hamilton foi aos boxes na volta 24, calçando pneus duros, enquanto Bottas e Vettel seguiam na pista sem realizar a troca de pneus.
Neste momento da prova Lewis Hamilton tinha uma diferença de 19 segundos para Sebastian Vettel, com isso se o alemão parasse perderia a posição para o inglês, mas depende muito do que as equipes iriam fazer nas estratégias.
Na volta 37, Valtteri Bottas fez sua parada com Sebastian Vettel parando na volta seguinte, com isso Leclerc voltou para a liderança seguido de Lewis Hamilton, Alexander Albon, Sebastian Vettel e Valtteri Bottas nas cinco primeiras posições, com Daniel Ricciardo em sexto que não parou.
Destaque para Verstappen que já estava na sétima posição da prova após cair para último, e na volta 44, Charles Leclerc foi para sua segunda parada com erro da Ferrari e com isso o monegasco voltou atrás do Bottas.
Neste momento da prova, Lewis Hamilton liderava com Bottas em quarto, porém o inglês precisaria de uma volta rápida para o título, mas Alexander Albon foi aos boxes voltando na quinta posição com pneus duros.
Na volta 51, finalmente Daniel Ricciardo fez sua parada, impressionante o trabalho do australiano enquanto Lando Norris abandonava a prova.
Faltando 15 voltas, Bottas conseguia se aproximar do Vettel, enquanto que Leclerc estava se aproximando do finlandês, que tinha dificuldades já que a Ferrari é muito melhor de reta.
Faltando dez voltas para o final, Lewis Hamilton liderava seguido por Vettel, Bottas, Leclerc e Albon enquanto Max Verstappen estava em sexto com um pneu de 54 voltas.
A melhor disputa do final da prova envolvia Sergio Pérez e Daniel Ricciardo brigando pela sétima posição da prova, um querendo ter um bom resultado em casa, enquanto que o outro quebrando ganhar mais pontos e ajudar a Renault na briga com a McLaren na classificação por equipes.
Abrindo a última volta com uma distância segura para o segundo colocado, Lewis Hamilton fez um ótimo trabalho com pneus duros para conquistar mais uma vitória na temporada, a sua 83° vitória na categoria e agora precisa de apenas 4 pontos para o título, Sebastian Vettel ficou com a segunda posição da prova com Valtteri Bottas completando o pódio da prova e irá precisar de um milagre para manter a disputa aberta após Austin.
Na última volta Daniil Kvyat tocou na traseira de Nico Hulkenberg, que rodou e bateu na proteção da pista.

Foto: F1

Previous post Shane Van Gisbergen e Garth Tander conquistam vitória na corrida 2 da Gold Coast 600
Next post Vitória e mais troféus para a Mercedes-Benz na Copa Truck