Como a F1 esta lidando para se proteger do tufão Hagibis

Após o termino do segundo treino livre da Fórmula 1, as equipes trataram de trabalhar no estudos dos dados colhidos, mas também em se proteger do furacão que passará na região do circuito de Suzuka.

O circuito terá seus portões fechados no sábado, sexta-feira no Brasil, já que o tufão Hagabis trará consigo fortes chuvas e ventos fortes. Como resultado disso, a classificação para a F1 foi transferida para a manhã de domingo(22h de sábado no Brasil), assim como ocorreu em 2004 e 2010 no Japão, mas para os que estão no circuito, o tufão causou muito mais que uma mudança de horário. Instigou uma operação para deixar tudo seguro e garantir que tenhamos a corrida no domingo.

“Para nós, estamos um pouco na terra de ninguém, ou uma viagem de descoberta é provavelmente uma expressão melhor”, explicou Steve Nielson, diretor esportivo da F1.

“Nós teremos que mudar nosso F1 Broadcast Center(centro operacional) para o “abrigo subterrâneo” para garantir que, quando chegarmos no domingo de manhã, o relógio, luzes, o GPS, os painéis de luz ao redor do circuito estejam intactos após a tempestade.

“Nós nunca fizemos isso antes, os caras que estão fazendo isso terão que trabalhar pelo resto da noite guardando tudo. Assim conectando tudo de novo aos sistemas, verificando no domingo.”

Enquanto isso, as equipes de F1 também estão seguindo os passos da organização, com a Mercedes tirando os painéis na frente e de trás da garagem, dobrando a segurança nos locais que ficara os equipamentos, e na porta dos boxes, retirando os equipamentos do chão da garagem em caso de inundação, entre outras coisas. Com as equipes seguindo o mesmo.

Grande parte da infraestrutura ao redor da pista, permanecerá no local, mas terá um reforço.

“Do ponto de vista das operações da F1, implementar nosso plano climático extremo exigirá um esforço grande”, disse Andrew James, diretor técnico da F1. “Será preciso um trabalho de ‘mãos à obra’ para conseguir deixar tudo no seu devido lugar.”

Portanto, enquanto os pilotos voltam para seus hotéis e pensam em como passar as próximas 24 horas, haverá muito trabalho nos bastidores para garantir que tudo funcione como de costume no domingo, quando esperamos que o tempo melhore.

Fotos: F1