Diego Higa mantém liderança no Brasileiro de Drift

Foi um final de semana histórico para o Super Drift Brasil. Na segunda etapa da temporada 2019, em Piracicaba, interior de São Paulo, o Campeonato Brasileiro da modalidade registrou seu recorde de público no autódromo e também em transmissão. E esses milhares de fãs viram Diego Higa brilhar. O jovem de 22 anos levou a melhor em intensas batalhas para garantir o alto do pódio e manter a liderança na classificação geral.
O Super Drift Brasil é, desde 2016, homologado como Campeonato Brasileiro da modalidade pela Confederação Brasileira de Automobilismo, a CBA, e desde então cresce a cada temporada. O SDB é patrocinado pela Monter Energy, NSC Garage e Rede Krill Supermercados, além de contar com apoio da CBA, Nanbei Drift e Metal Horse.
Recorde de público para nova vitória de Higa
A etapa de Piracicaba trouxe ao SDB números históricos. Mais de 4 mil torcedores compareceram ao autódromo do Esporte Clube Piracicabano de Automobilismo, o ECPA, enquanto 15 mil fãs acompanharam as emoções das batalhas através da transmissão via YouTube. Além disso, 21 pilotos disputaram a etapa, novo recorde para o SDB. Números que comprovam o crescimento do evento e da modalidade no Brasil.
Na pista, Diego Higa despachou os concorrentes e guiou o Nissan 350z para mais uma vitória na temporada. Segundo colocado na fase classificatória, o tricampeão brasileiro teve pela frente intensas batalhas contra André Bueno, Bruno Bär e Maykel Japa, respectivamente, para chegar até a decisão contra Erick Medici, dono da melhor pontuação na classificatória pela manhã.
Em final de semana inspirado, Medici teve ótimas apresentações também nas batalhas. Com seu Nissan 240sx, ele enfileirou Luciano Azevedo, Vinicius Trindade e Guilherme Facchini até a batalha final contra Higa. As duas voltas da grande decisão foram acirradas, disputas roda a roda em cada centímetro da pista, e levantaram o público na arquibancada. Ao final e nos detalhes, os juízes decidiram por vitória de Diego Higa.
Estou muito feliz pelo resultado final. Não fui bem na classificatória, mas estava confiante que poderia fazer boas batalhas. Deu tudo certo! As batalhas foram muito disputadas, duríssimas, o que prova a evolução do drift no Brasil em todos os sentidos. Estar no alto do pódio em uma edição história do SDB me deixa ainda mais realizado, comentou o líder da competição.
A terceira colocação no pódio ficou com Guilherme Facchini, que levou a melhor na disputa contra Maykel Japa na batalha pela posição. Gustavo Koch terminou na quinta colocação e completou o pódio da etapa de Piracicaba.
Próxima parada: Londrina, no Paraná
Toda a estrutura do Super Drift Brasil estará montada no Autódromo Internacional Ayrton Senna, em Londrina, Paraná, no dia 14 de julho, para a terceira etapa da temporada 2019. A partir de R$ 30 (trinta reais) em primeiro lote, os ingressos já estão à venda através do site eventbrite.com.br.
 
Mais informações sobre o Super Drift Brasil, acesse superdriftbrasil.com.br.


Anterior:

Próxima: