Stock Car: Pilotos da Hot Car cientes dos desafios do fim de semana no Velo Città

Pilotos da Hot Car confiantes em bons resultados no fim de semana

Segunda etapa da temporada 2019 acontece neste final de semana no autódromo da cidade de Mogi Guaçu (SP). Para Rafael Suzuki, foco é na classificação; para Pedro Cardoso, é o reencontro com a pista de sua vitória em 2018

O circuito do Velo Città, localizado na cidade de Mogi Guaçu (SP), é o palco da segunda etapa da temporada 2019 da Stock Car. O traçado de 3.493 metros traz grandes desafios técnicos às equipes devido às suas características de misturar trechos de altas e baixas velocidades, além de representar também aos pilotos, em virtude de sua reta mais curta, mais dificuldade nas tentativas de ultrapassagem.

A primeira rodada dupla da temporada, apesar dos desafios, traz ânimo dentro da equipe Hot Car, dos pilotos Rafael Suzuki e Pedro Cardoso. Segundo o chefe do time, Amadeu Rodrigues, as melhoras feitas nos carros em comparação ao desempenho apresentado nesta mesma pista, no ano passado, expõem razões para manter boas expectativas para o final de semana.

“O Velo Città tem algumas particularidades. O carro precisa de boa tração, uma frente ótima, principalmente nos trechos mais travados. Trabalhamos nos dados da prova do ano passado e já conseguimos solucionar isso na oficina. O importante é ter um carro bom de freada e excelente tração. Nosso carro evoluiu muito nestes quesitos em 2019”, afirmou.

Para Amadeu, é hora de deixar a primeira etapa, do Velopark, disputada no último dia 7 de abril, no passado. “Tivemos algumas infelicidades no Velopark por causa da loteria da chuva, mas com pista seca estávamos muito bem. Estou bastante esperançoso, acreditando em um bom resultado. A volta de duas corridas é importantíssima, a obrigação de trocar só um pneu no pit stop vai dar uma animada na estratégia das equipes”, continuou.

Na visão de Rafael Suzuki, piloto do carro #8, o formato encurtado de final de semana – com os treinos livres e a classificação todos sendo realizados no sábado (4) – também representa um desafio no trabalho de evolução do conjunto durante cada atividade de pista. Além disso, o desgaste de pneus também será um fator a ser observado.

“O Velo Città é uma das pistas mais técnicas da temporada. Tem muita variação, curvas de alta velocidade, um miolo mais travado, subidas e descidas. É uma pista que exige muito equilíbrio do carro nas aproximações das freadas. Um carro desequilibrado no Velo Città custa bem caro, principalmente em termos de desgaste de pneus, já que em uma escala de 1 a 5, considerando o desgaste, este traçado está no nível 4, bem severa com a borracha”, explicou.

Sua expectativa é pontuar, e bem, nas duas provas. Mas isso também depende de uma boa posição de largada, dadas as dificuldades de ultrapassagem no circuito. “A intenção é sair melhor no campeonato do que saímos do Velopark, pois aquele ‘chove e não molha’ mascarou um pouco o desempenho de todo mundo. Claro que no Velo Città a classificação conta muito. O que mais queremos são os pontos, então vou buscar chegar entre os dez nas duas provas, fazendo corridas sólidas durante toda a temporada”, concluiu.

Reencontro com a pista da primeira vitória

Estreante na categoria e com 20 anos de idade completados há um mês, Pedro Cardoso faz o retorna à pista na qual venceu no ano passado, quando disputou a Stock Light, categoria de acesso. Entretanto, o brasiliense começa o final de semana com um revés: vai ter de largar da última posição cumprindo uma punição imposta pelo acidente com Marcel Coletta no Velopark.

“Apesar de eu ter de cumprir uma punição largando em último, eu tenho boas expectativas. Afinal, eu venci lá no ano passado na Stock Light, e havia sido a primeira vez que corri no Velo Città. De cara, me senti bem confortável e confiante no traçado. Espero andar bem nos treinos, fazer uma boa primeira corrida para chegar nos pontos. É preciso calma, e estou confiante que estaremos rápidos lá e poderemos colher bons resultados”.

Dentro da equipe Hot Car, a expectativa é positiva após o time ter encontrado um bom desempenho nos carros mesmo com pneus mais gastos. Por isso, a estratégia de Amadeu Rodrigues para Pedro é aproveitar ao máximo todos os treinos, incluindo a classificação.

“Nosso carro com pneu desgastado está muito bom. O Pedro é muito rápido, mas vai ter de cumprir uma punição e vai largar em último – uma penalização pesada, mas é a regra e ela tem de ser cumprida -; por isso, vamos aproveitar o máximo de tempo com ele nos treinos para ele ir bem nas corridas. O Suzuki deve ir para cima, como de costume, focado em uma boa classificação, e estamos certos de que teremos ótimos resultados”, finalizou o chefe da equipe.

A segunda etapa da Stock Car será mostrada ao vivo, no domingo (5), pelo canal SporTV. A primeira corrida tem largada às 13 horas e a segunda, às 14h10.

PROGRAMAÇÃO DA ETAPA
Sábado, 4 de maio
8h25 – 8h55: 1º Treino Livre (Grupo 1)
9h05 – 9h35: 1º Treino Livre (Grupo 2)
10h50 – 11h20: 2º Treino Livre (Grupo 1)
11h30 – 12h00: 2º Treino Livre (Grupo 2)
13h30 – 14h30: Classificação para o grid de largada

Domingo, 5 de maio
10h30 – Visitação aos boxes
13h00 – Corrida 1 (40 minutos + 1 volta)
14h10 – Corrida 2 (40 minutos + 1 volta)

HOT CAR COMPETIÇÕES
www.hotcarcompeticoes.com.br
Instagram: @hotcarcompeticoes
 



Anterior:

Próxima: