Um dia histórico para o Brasil: vitória de Cacá Bueno no primeiro mundial de carros elétricos

Parceria vitoriosa com chefe de equipe William Lube

Piloto venceu etapa da China no Jaguar I-PACE e-Trophy após largar na pole e dominar a prova de ponta a ponta; com o resultado, entra na briga pelo campeonato, que também tem Sergio Jimenez na luta, após chegar em quarto

Cacá Bueno fez história hoje ao conquistar a primeira vitória da equipe brasileira na competição mundial de carros de turismo elétricos, o Jaguar I-Pace eTROPHY. Largando da pole position, o pentacampeão da Stock Car dominou a prova liderando de ponta a ponta e com isso garantiu a pontuação máxima do final de semana.

“Que momento: primeira vitória no primeiro campeonato mundial de carros de turismo elétrico. É um sonho sendo realizado levando a bandeira brasileira no topo do pódio do Jaguar I-PACE eTROPHY, estamos fazendo história. Depois de duas poles, o tão batalhado troféu é nosso. Mesmo do outro lado do mundo pude sentir a energia de toda torcida me empurrando para frente. Sensação única de escutar o Hino Brasileiro tocando aqui na China e se sentir parte de tudo: time, vocês são demais”, diz Cacá Bueno, agradecendo também aos patrocinadores do Jaguar Brazil Racing, ZEG Energia Renovável, iCarros, Red Bull e Cimed.

“Estou muito feliz e bastante aliviado: na etapa passada, em Hong Kong, fiz a pole, mas a vitória escapou em Hong Kong, então fiquei muito feliz em concretizar a primeira posição no grid em primeiro na corrida hoje. Agora é comemorar a vitória e já pensar na luta pelo campeonato”, diz Cacá, que agora está apenas a cinco pontos do líder da tabela.

Jimenez conquistou o terceiro lugar no grid, mas, por ponta de uma punição após incidente em Hong Kong, largou em quinto na pista de rua de Sanya. Como já virou tradição no campeonato, o brasileiro protagonizou a melhor ultrapassagem do campeonato para alcançar a quarta colocação e se manter entre os primeiros na disputa do título.

“Dos males o menor: encostei o carro no muro no qualy e ele chegou todo torto no box. Tentamos ajustar, mas não tinha tempo hábil, por mais que a gente ajustasse. Assim, fui para a corrida pensando em marcar pontos: não tinha carro para andar na frente. Foi bem difícil: na terceira volta voltei a bater no muro, porque estava bem complicado de guiar, saia muito de traseira. E na reta eu tinha que virar o volante para direita de tão desalinhado que estava”, diz Jimenez.

Com a bandeira vermelha perto do final, o brasileiro ainda teve oportunidade de conseguir a ultrapassagem e subir na quarta colocação. “A parada acabou possibilitando que o pelotão reagrupasse e aproveitei que o canadense vacilou e consegui a ultrapassagem. Obviamente queria o quarto pódio seguido, mas dada todas as circunstâncias da corrida aqui na China os pontos do quarto lugar foram saldo positivo”, diz o brasileiro.

A próxima etapa do campeonato será no dia 13 de abril, em Roma (Itália).

Resultado de hoje (top-10):

  1. Cacá Bueno, 12 voltas
  2. Simon Evans, a 1.576
  3. Bryan Sellers, a 2.821
  4. Sergio Jimenez, a 5.890
  5. Stefan Rzadzinski, a 6.255
  6. Katherine Legge, a 6.986
  7. Bandar Alesayi, a 7.978
  8. Yaqi Zhang, a 10.288
  9. David Cheng, a 18.247
  10. Ahmed Bin-Khanen, a 20.379

Classificação do campeonato após 4 etapas (top-5):

1- Simon Evans (Nova Zelândia) – 49 pontos
2- Katherine Legge (Grã-Bretanha) – 48
3- Bryan Sellers (EUA) – 46
4- Sergio Jimenez (Brasil) – 45
5- Cacá Bueno (Brasil) – 44

Texto: Assessoria
Foto: Divulgação


Anterior:

Próxima: