Fórmula-E: Lucas di Grassi vence o e-Prix do México

O brasileiro Lucas di Grassi (Audi Abt) venceu neste sábado (16/02) o e-Prix do México, disputado no Autódromo Hermanos Rodríguez, quarta etapa da temporada 2018/2019. Foi a primeira vitória do brasileiro no ano, e nona na categoria. O português Antônio Félix da Costa (BMW Andretti) e o suíço Edoardo Mortara (Venturi) completaram o pódio.

Pole-position o alemão Pascal Wehrlein (Mahindra) liderava a prova desde a largada. Até que nos metros finais ficou sem energia, e foi superado por Di Grassi que, para não bater, teve que desviar do carro do alemão.

Wehrlein cruzou em segundo, mas recebeu uma punição de cinco segundos, por cortar a chicane na volta final ao se defender dos ataques de Di Grassi. Caindo para sexto.

O belga Jerôme D’Ambrosio (Mahindra) terminou em quarto, seguido pelo alemão André Lotterer (DS Techeetah), Wehrlein e o neozelandês Mitch Evans (Jaguar) foi o sétimo.

O brasileiro Felipe Massa (Venturi) foi o oitavo, conquistando os seus primeiros pontos na categoria. O britânico Sam Bird (Virgin) e o alemão Daniel Abt (Audi Abt) fecharam os dez primeiros.

Wehrlein fez a melhor volta da prova. Conquistando o ponto extra.

Logo na primeira volta um forte acidente com o brasileiro Nelsinho Piquet (Jaguar), interrompeu a prova em bandeira vermelha. O piloto, que bateu com o francês Jean-Eric Vergne (DS Techeetah), nada sofreu.

Estreando na categoria o brasileiro Felipe Nasr (Dragon Racing) levou um toque do britânico Oliver Turvey (NIO) logo no começo. Sendo apenas o 19º colocado.

Os dois carros da Nissan, do britânico Oliver Rowland e o suíço Sébastien Buemi, que vinham em terceiro e quarto, também ficaram sem bateria nos metros finais, abandonando.

D’Ambrosio é o ovo líder com 53 pontos, seguido por Da Costa com 46. Bird é o terceiro com 45, seguido por Di Grassi com 34.

A próxima etapa acontece no dia 28 de janeiro, o e-Prix de Santiago, no Chile.

Final:

1 Lucas Di Grassi (Audi) – Audi Abt – 45 voltas em 1’13’15″422
2 Antonio Felix da Costa (BMW) – BMW Andretti – 0″436
3 Edoardo Mortara (Venturi) – Venturi – 0″745
4 Jerome D’Ambrosio (Mahindra) – Mahindra – 1″159
5 Andre Lotterer (DS) – DS Techeetah – 1″785
6 Pascal Wehrlein (Mahindra) – Mahindra – 5″210
7 Mitch Evans (Jaguar) – Jaguar – 5″800
8 Felipe Massa (Venturi) – Venturi – 8″084
9 Sam Bird (Audi) – Virgin – 8″356
10 Daniel Abt (Audi) – Audi Abt – 8″438
11 Robin Frijns (Audi) – Virgin – 9″044
12 Oliver Turvey (NIO) – NIO – 11″252
13 Jean-Eric Vergne (DS) – DS Techeetah – 19″153
14 Alexander Sims (BMW) – BMW Andretti – 20″471
15 Tom Dillmann (NIO) – NIO – 20″871
16 Gary Paffett (Venturi) – HWA – 23″272
17 Jose Maria Lopez (Penske) – Dragon – 41″542
18 Stoffel Vandoorne (Venturi) – HWA – 43″425
19 Felipe Nasr (Penske) – Dragon – 1’56″160

Volta mais rápida: Pascal Wehrlein 1’01″112

Abandonos:

Oliver Rowland (Nissan) – Nissan e.dams – 45
Sebastien Buemi (Nissan) – Nissan e.dams – 45
Nelson Piquet Jaguar) – Jaguar – 3

Campeonato:

1.D’Ambrosio 53 pontos; 2.Felix da Costa 46; 3.Bird 45; 4.Di Grassi 34; 5.Wehrlein 30; 6.Lotterer 29; 7.Frijns, Vergne, Evans 28; 10.Mortara 27


Anterior:

Próxima: