Yamaha vence as quatro principais categorias da 7ª etapa do Brasileiro de Motocross 2018

Carlos Campano, Fabio Santos e Tallys Nathan dominaram as corridas em Caldas Novas, Goiás.

A 7ª etapa do Brasileiro de Motocross 2018, realizada no dia 21 de outubro em Caldas Novas, Goiás, teve domínio total da Yamaha Monster Energy Geração, equipe vencedora das quatro principais categorias da competição – MX1, MX2, MX2-Junior e Elite MX.

Carlos Campano, correndo com sua Yamaha YZ450F, ganhou as duas baterias da MX1 e ampliou sua vantagem na liderança do campeonato para 21 pontos. O tetracampeão brasileiro também faturou a corrida única da Elite MX e assumiu a vice-liderança da classe, apenas 5 pontos atrás de Jetro Salazar.

“Uma pista difícil de ultrapassar, mas me senti confortável desde sábado. Na primeira bateria larguei em 3º e depois consegui abrir uma boa vantagem e administrar, ainda mais que o Jetro se enroscou com o Hector. Na segunda bateria, também larguei por volta do 3º lugar, estava em segundo, mas acabei caindo, perdi posição, mas mesmo assim consegui recuperar e chegar no Jetro, ultrapassá-lo e abrir um pouco. Foi ótimo, aumentei a vantagem para chegar um pouco mais tranquilo na última etapa, e ainda dei uma encostada na Elite, que vamos brigar também”, analisou Carlos Campano.

Para que o piloto da Yamaha seja campeão na MX1, basta que conclua a etapa com duplo sexto lugar nas baterias, somando mais 30 pontos para chegar a 324 pontos, o que seria inatingível por qualquer adversário.

Fabio Santos que disputa a MX2 com uma Yamaha YZ250F, venceu a rodada em Goiás conquistando um segundo lugar e uma vitória nas baterias, mantendo assim a vice-liderança do campeonato a 3 pontos de Pepê Bueno, também competindo de Yamaha YZ250F. Se vencer uma bateria e terminar a outra na frente do adversário, Fabio Santos será campeão.

Na categoria Elite, Fabinho foi o melhor entre os pilotos de 250cc, na qual também correm atletas com motos de 450cc, com a 8ª colocação.

Esperançoso de um bom resultado na etapa final, o piloto da Yamaha declarou: “Caí na largada da primeira bateria e isso prejudicou meus planos de já recuperar os 3 pontos nesta corrida. Com o tombo, fiquei a 40 segundos do primeiro colocado, mas mesmo assim consegui chegar nele, o que me deixou satisfeito pela velocidade que demonstrei. No fim, quando tentava ultrapassar, os retardatários me atrapalharam um pouco. Na segunda bateria, consegui passar o Pepê e vencer a etapa, mantendo os três pontos. Agora, tudo vai se definir na final”.

Tallys Nathan completa a lista de vencedores da Yamaha Monster Energy Geração com seu quinto triunfo consecutivo na categoria MX2-Junior. Nathan já é campeão da classe em 2018, e mesmo assim segue acelerando forte frente a seus oponentes.

Jean Ramos (categoria MX1) ficou fora desta etapa para se recuperar de uma lesão no ombro. Ele disputa a quarta etapa do Arena Cross Brasil no próximo sábado, 28, em Lençóis Paulista, São Paulo.

A última etapa do campeonato será em Fagundes Varela, Rio Grande do Sul, nos dias 3 e 4 de novembro.

RESULTADOS DA 7ª ETAPA

MX1
1. Carlos Campano (Yamaha YZ 450F)

2. Jetro Salazar
3. Hector Assunção
4. Paulo Alberto (Yamaha YZ 450F)
5. Humberto Martin

MX2
1. Fabio Santos (Yamaha YZ 250F)

2. Pepê Bueno (Yamaha YZ 250F)
3. Leo Souza
4. Lucas Frazão
5. Tallys Nathan

MX2-Junior
1. Tallys Nathan (Yamaha YZ 250F)

2. Joaquim Neto (Yamaha YZ 250F)
3. João Xavier (Yamaha YZ 250F)
4. Pedro Magero
5. Augustinho Algarve

Elite MX
1. Carlos Campano (Yamaha YZ 450F)

2. Jetro Salazar
3. Paulo Alberto (Yamaha YZ 450F)
4. Hector Assunção
5. Humberto Martin

Classificação do campeonato após 7 etapas

MX1
1. Carlos Campano / 294 pontos (Yamaha YZ 450F)
2. Jetro Salazar / 273 pontos
3. Paulo Alberto / 262 pontos (Yamaha YZ 450F)
4. Hector Assunção / 220 pontos
5. Jean Ramos / 180 pontos (Yamaha YZ 450F)

MX2
1. Pepê Bueno / 269 pontos (Yamaha YZ 250F)
2. Fabio Santos / 266 pontos (Yamaha YZ 250F)

3. Lucas Dunka / 231 pontos
4. João Ribeiro / 197 pontos (Yamaha YZ 250F)
5. Leo Souza / 155 pontos

MX2-Junior
1. Tallys Nathan / 170 pontos (Yamaha YZ 250F)

2. João Xavier / 110 pontos (Yamaha YZ 250F)
3. Vanderlei Junior / 93 pontos
4. Bruno Schmitz / 91 pontos
5. Augustinho Algarve / 84 pontos

Elite MX
1. Jetro Salazar / 135 pontos
2. Carlos Campano / 130 pontos (Yamaha YZ 450F)
3. Paulo Alberto / 128 pontos (Yamaha YZ 450F)
4. Hector Assunção / 86 pontos
5. Humberto Martin / 83 pontos

 

SOBRE A YAMAHA MOTOR DO BRASIL

A marca dos três diapasões – menção ao conhecido escudo com três diapasões sobrepostos, se estabeleceu no Brasil em 1970 com a Yamaha Motor do Brasil Ltda. Foi a primeira fabricante de motocicletas a se instalar efetivamente no País. Já em outubro de 1974 passou a produzir em Guarulhos, São Paulo, o primeiro modelo nacional, a Yamaha RD 50. Em 1985 se estabelece em Manaus, Amazonas com uma segunda unidade fabril, a Yamaha Motor da Amazônia Ltda. Hoje são 56 diferentes versões e 27 modelos de motocicletas, 10 modelos WaveRunner (veículos aquáticos), 26 modelos de motores de popa e uma Rede com mais de 340 concessionárias e pontos de venda autorizados e capacitados no atendimento e serviços com qualidade. O Grupo Yamaha Motor no Brasil é constituído por oito empresas, como a Yamaha Motor do Brasil Ltda, Yamaha Motor da Amazônia Ltda, Banco Yamaha Motor do Brasil S/A, Yamaha Administradora de Consórcio Ltda, Yamaha Motor do Brasil Corretora de Seguros Ltda, Yamaha Motor Componentes da Amazônia Ltda, Yamaha Motor do Brasil Serviços e Participações Ltda e a Yamaha Motor do Brasil Logística Ltda. Fazem parte do grupo também as subsidiárias Yamaha Motor Selva del Peru S/A, Yamaha Motor Uruguai S/A e Yamaha Motor Argentina S/A. A Yamaha do Brasil é um importante polo produtor e exportador para grupos seletos e exigentes como, Europa, Estados Unidos, Canadá, Japão, Oceania e Mercosul.

Para mais informações, acesse:  www.yamahamotor.com.br,   www.facebook.com/yamahamotorbrasil ou Instagram/yamahabrasil Yamaha Media Center:

www.yamahamotor.com.br/acontece/saladeimprensa 

Texto: Assessoria
Foto: Divulgação

Texto: Assessoria
FOTOS: DANYLLO PROTTO


Anterior:

Próxima:
Traduzir »