Cimed Racing encerra ano na Stock Car com 4 vitórias, 12 pódios e vice-campeonato por equipes

A Cimed Racing, campeã da Stock Car por pilotos e por equipes em 2015 e em 2016, encerrou a temporada 2017 neste domingo em Interlagos com Marcos Gomes lutando por um lugar no pódio até os metros finais. O piloto de Ribeirão Preto chegou na quarta colocação e teve companhia de Felipe Fraga também no top-10, após uma bela corrida de recuperação do tocantinense com várias ultrapassagens. Com os resultados de hoje, o time de Petrópolis encerrou o ano com o segundo lugar no campeonato de equipes com 467 pontos somados.

“Nós tivemos uma boa disputa ali com o Serrinha, mas acabou faltando um pouco de velocidade de reta para podermos retomar o terceiro lugar, posição em que largamos na prova. O carro manteve um ritmo constante e estava semelhante ao do classificatório, tentei até o limite, mas não conseguimos recuperar a posição que perdemos no box. A temporada teve altos e baixos e vamos voltar a brigar pelo título em 2018”, diz Marquinhos, que fechou o ano em sétimo no campeonato com 242 pontos.

Felipe Fraga também avaliou o ano da Cimed Racing de maneira parecida com Gomes. O campeão de 2016 conquistou quatro vitórias no ano e foi um dos destaques deste domingo ao ultrapassar oito carros na pista usando somente seis pushes.
Marcos Gomes
“O carro esteve bom o final de semana inteiro, na classificação ele também estava rendendo bem e eu poderia ter largado ali na frente junto com o Marcos (Gomes), mas foi um erro meu e isso acabou prejudicando a volta. Na corrida de hoje estávamos com o mesmo carro e a diferença foi que acertamos em praticamente tudo. Esse ano eu cresci muito como piloto, mas faltou mais constância em pódios e bons resultados para disputar o título até a última etapa. Certamente vamos fazer isso ano que vem e a partir de hoje nós já começamos a pensar em 2018”, diz Fraga.

Após quase entrar no top-10 do classificatório no sábado, Denis Navarro teve um dia semelhante neste domingo ao terminar a prova na 11ª posição. “Nós tivemos um começo de ano difícil, mas nas últimas três etapas nós encontramos um bom acerto pro nosso carro e melhoramos em ritmo de classificação e de corrida também. Tentamos ficar entre os dez primeiros e faltou um pouco para alcançar o Vitor (Genz). Estou satisfeito por terminar em alta essa reta final de trabalho na Cimed Racing e isso me deixa bastante motivado para a próxima temporada”, diz Denis.

Pentacampeão da Stock Car, Cacá Bueno teve um final de semana difícil em Interlagos. Depois de largar na 13ª fila, o piloto do carro 0 precisou fazer uma corrida de recuperação e terminou a prova na 17ª posição. No campeonato, Cacá se manteve no top-10 e encerrou o ano em nono lugar com 225 pontos.

“Foi um ano de bastante trabalho e aprendizado aqui na Cimed Racing. Tivemos bons finais de semana como na Corrida do Milhão, Velopark e Velo Citta, mas em outras etapas estivemos longe de disputar as primeiras posições. Todos nós aprendemos muito aqui na Cimed Racing e esperamos voltar em 2018 brigando por vitórias”, diz Cacá, que é maior vencedor do grid da Stock em Interlagos com sete triunfos.

Chefe de equipe da Cimed Racing, William Lube fez um balanço sobre o ano com os quatro carros. “O início da temporada 2017 foi muito difícil. Nós tivemos problemas parar acertar o setup dos carros com a nova bolha e nisso nós acabamos gastando muito tempo e pneus. No final do ano nós já tínhamos carros melhores, conseguimos boas vitórias e pódios, mas ainda vamos continuar trabalhando para voltar a disputar o título em 2018”, diz Lube.

A Stock Car volta em 2018 com a Corrida de Duplas no dia 10 de março com a presença de Felipe Massa pilotando na Cimed Racing em dupla com Cacá Bueno.

Confira como ficou resultado final da última etapa da temporada 2017 da Stock Car:

1. 90 Ricardo Mauricio (Eurofarma RC) – 24 voltas em 42min17s564
2. 65 Max Wilson (RCM Motorsport) – a 1s928
3. 29 Daniel Serra (Eurofarma RC) – a 5s985
4. 80 Marcos Gomes (Cimed Racing) – a 7s255
5. 111 Rubens Barrichello (Full Time Sports) – a 9s113
6. 87 Diego Nunes (Hero Motorsport) – a 18s937
7. 544 Augusto Farfus (Hero Motorsport) – a 24s095
8. 40 Felipe Fraga (Cimed Racing Team) – a 24s682
9. 4 Julio Campos (Prati-Donaduzzi Racing) – a 25s075
10. 46 Vitor Genz (Eisenbahn Racing Team) – a 25s533
11. 5 Denis Navarro (Cimed Racing Team) – a 26s135
12. 117 Guilherme Salas (Vogel Motorsport) – a 27s262
13. 10 Ricardo Zonta (Shell Racing) – a 27s482
14. 21 Thiago Camilo (Ipiranga Racing) – 27s880
15. 77 Valdeno Brito (Eisenbahn Racing Team) – 28s064
16. 110 Felipe Lapenna (Cavaleiro Sports) – a 30s147
17. 0 Cacá Bueno (Cimed Racing) – 35s190
18. 83 Gabriel Casagrande (Vogel Motorsport) – 35s393
19. 73 Sergio Jimenez (Bardahl Hot Car) – a 37s875
20. 1 Antonio Pizzonia (Prati-Donaduzzi Racing) – 38s252
21. 25 Tuka Rocha (RCM Motorsport) – 38s715
22. 18 Allam Khodair (Full Time Sports) – 40s086
23. 8 Rafael Suzuki (Cavaleiro Sports) – 44s106
24. 3 Bia Figueiredo (Full Time Academy) – a 1min02s006
25. 12 Lucas Foresti (Full Time Academy) – a 1min09s337
26. 30 Cesar Ramos (Blau Motorsport) – a 1min09s689
27. 51 Átila Abreu (Shell Racing) – a 1 volta
28. 188 Beto Monteiro (Scuderia Colon) – a 1 volta
29. 555 Renato Braga (Scuderia Colon) – a 3 voltas
30. 28 Galid Osman (Ipiranga Racing) – a 13 voltas
31. 31 Marcio Campos (Blau Motorsport) – a 16 voltas
32. 9 Guga Lima (Bardahl Hot Car) – a 16 voltas

Campeonato de pilotos (Top-10):

1- Daniel Serra – 371 pontos

2- Thiago Camilo – 324

3- Max Wilson – 292

4- Átila Abreu – 256

5- Rubens Barrichello – 251

6- Felipe Fraga – 250

7- Marcos Gomes – 242

8- Ricardo Maurício – 241

9- Cacá Bueno – 225

10- Gabriel Casagrande – 184

Campeonato de equipes (Top-5):

1- Eurofarma – 612 pontos

2- Cimed Racing – 467

3- Ipiranga – 413

4- Shell Racing – 403

5- Full Time – 350


Anterior:

Próxima: