México Baja 1000: Pai e três filhos formam inédita equipe brasileira em importante prova off-road

No meio dos 397 inscritos de 27 países e de 44 Estados dos Estados Unidos, uma equipe se destaca na 50ª edição do Baja 1000, uma das mais duras provas de off-road do mundo, que será realizada de 16 a 18 de novembro, no México, 120 km ao sul da fronteira com os EUA. Trata-se da Divino Fogão Rally Team, time brasileiro com uma formação inédita na pilotagem: o bicampeão mundial de Rally Cross Country Reinaldo Varela e seus três filhos, Bruno, Gabriel e Rodrigo.

“É a primeira vez que nós quatro vamos correr juntos em um carro. Imagina, é um prazer muito grande dividir a pilotagem com os meus três filhos, todos campeões brasileiros de UTV. E eu disputando esta etapa final, de repente dá tudo certo e eles me ajudam a conquistar este título inédito”, diz empolgado o patriarca da ‘Família da Poeira’. Outro integrante brasileiro é o navegador Gustavo Gugelmin, catarinense Campeão Mundial de Rally Cross Country.

O México Baja 1000 é a quarta e última etapa do World Desert Championship, em que a dupla Reinaldo Varela/Gustavo Gugelmin (Divino Fogão/Blindarte/Tecmin) ocupa a terceira colocação, e com chance matemática trazer este inédito título de campeões mundiais para o Brasil.

México Baja 1000“Estamos indo para a última etapa em condições de brigar pelo título e já estamos prontos. É um pouco distante, mas matematicamente dá para brigar pelo primeiro lugar do campeonato. São 70 pontos só por terminar o Baja 1000, mais os pontos que conquistarmos por posição. Nossas chances de encerrarmos como vice-campeões ou terceiro são muito concretas. Vamos pra cima porque o campeonato está aberto”, avisa Gugelmin.

A prova de 1.134,40 milhas (1.825 km) vai começar em Ensenada, na Baja California, porto marítimo no Oceano Pacífico, e termina em La Paz, na Baja California Sur, perto da ponta da majestosa Península de Baja California. A previsão é de o vencedor terminar o percurso em 24 horas e o tempo máximo da prova para pontuar é de 48 horas. Numa prova deste tamanho, a estratégia é trocar os pilotos a cada 300 a 400 milhas, quando parar para abastecer e trocar pneus. Será um percurso difícil, em que a média horária deve ser de 70 a 80 km/h, por causa dos trechos travados, retas curtas, lomba, pedras e rochas no deserto.

“É uma edição histórica do Baja 1000, de 50 anos, está vindo todo mundo que corre nos Estados Unidos e de muitos países do mundo”, conta Gabriel Varela, que este ano venceu em Las Vegas (EUA) a The Mint 400, uma das principais competições de UTV da América do Norte. Estão inscritas no Baja 1000 equipes da Alemanha, África do Sul, Argentina, Austrália, Áustria, Bélgica, Brasil, Canadá, Chile, China, Colômbia, Costa Rica, Espanha, Estados Unidos, Finlândia, França, Guatemala, Hungria, Índia, Inglaterra, Israel, Itália, Japão, México, Mônaco, Nova Zelândia, Peru.

“A participação de uma família tão grande num mesmo carro é algo inédito nesta prova, que vai durar mais de 24 horas sem parar. Nosso objetivo é terminar e conseguir fazer bons pontos para o Reinaldo e o Gustavo, para quem sabe saírem campeões daqui”, completou o filho do meio de Reinaldo Varela.

“Estamos bem ansiosos, pois é a mais longa e mais difícil prova do ano, vai judiar bastante dos pilotos, mas estamos preparados para isso. Para eu e meus irmãos será um grande aprendizado, pois estaremos pilotando pela primeira vez este buggy, mas já testamos e vamos dar o nosso melhor”, emendou Rodrigo, o primogênito dos irmãos Varela.

“Vai ser uma corrida histórica e diferente. Viemos aprender e considero esta oportunidade um presente bem legal e diferente pela minha vitória no Rally dos Sertões e pela conquista do Campeonato Brasileiro de UTV no último domingo (12/11). Eu e minha família nunca dividimos o mesmo carro, aliás, será a minha primeira corrida de carro e minha primeira experiência no exterior. Vai ser marcante correr nesta prova que é praticamente o Rally Dakar da América do Norte”, encerrou Bruno, o caçula da ‘Família da Poeira’.

A classificação do World Challenge Desert, faltando apenas uma etapa, com as duplas que brigarão pelo título está assim: 1) Broc Dickerson/Jeff Dickerson (EUA), 240 pontos; 2) Cody Reid/Adam Pfankuch (EUA), 211; 3) Reinaldo Varela/Gustavo Gugelmin (Brasil), 202; 4) Rafael Navarro/Rafael Navarro III (EUA), 168 pontos.

Curta www.facebook.com/DivinoFogaoRallyTeam


Anterior:

Próxima: