Publicidade


Yamaha tt-R 230 no topo do pódio no Enduro da Independência 2017

Após rodar mais de 700 quilômetros em quatro dias de prova, largando da Basílica de Aparecida em São Paulo, passando pelas cidades Mineiras de Itajubá, Três Corações, Luminárias e São Tomé das Letras e pela região das trilhas da fé, o Enduro da Independência chegou neste sábado, 9 de setembro, à cidade de Lavras.

Em meio a terra, lama e as naturais dificuldades das trilhas, Fábio Coelho Amaral foi o grande campeão da Categoria Brasil, destinada às motocicletas nacionais, maneira perfeita para comemorar 10 anos do lançamento da valente e robusta Yamaha TT-R 230 e os 35 anos do maior e mais emblemático enduro do Brasil.

A ideia de tornar a Yamaha TT-R 230 a campeã do Independência começou a um bom tempo, fruto da Yamaha Motor do Brasil e a O2BH Yamaha, a nova concessionária da marca em Belo Horizonte, inaugurada em maio deste ano pelo Grupo Orange BH, cuja larga experiência nas competições de Off Road dispensa apresentações.

Enduro da IndependênciaPara o piloto Fábio Amaral, conquistar a vitória teve um sabor especial, mas o melhor foi poder curtir as trilhas pilotando uma TT-R 230. Apesar da disputa acirrada, o final da competição foi mais que feliz.

“Eu sabia que a prova seria muito difícil em função do roteiro escolhido pela organização. São Tomé, Luminárias e Lavras são regiões conhecidas pelo alto nível técnico de suas trilhas e pela quantidade de pedras. No início usei a estratégia de andar mais tranquilo, poupando o equipamento, já que seria uma prova de muito desgaste, tanto físico quanto do equipamento, em que qualquer vacilo poderia colocar tudo a perder”, declarou Fábio Amaral. E completa: “mas à medida que a prova foi se desenvolvendo, deixei de lado a estratégia e parti para o ataque. A moto me passou muita confiança, a única coisa que precisei fazer nesses quatro dias foi abastecer e lubrificar a corrente. Consegui andar forte e venci três dos quatro dias. Muito bom conquistar essa primeira vitória junto com a O2BH Yamaha”.

Para a Yamaha, a vitória é ainda mais especial: a primeira moto a vencer o Independência foi uma saudosa e igualmente valente Yamaha DT 180, em 1983.


Publicidade



Anterior:

Próxima: