Publicidade


WEC: Senna abre segunda fila nas 6 Horas de Nurburgring

Liderado por Bruno Senna, o carro número 31 da Rebellion Racing largará amanhã da segunda fila do grid da classe LMP2 das 6 Horas de Nurburgring, quarta etapa do Campeonato Mundial de Endurance – FIA WEC. Neste sábado, Bruno e o francês Julien Canal – que formam o trio da equipe suíça ao lado do português Filipe Albuquerque – terminaram a sessão classificatória na terceira posição com a média de 1min45s649, superados pelos poles Roman Rusinov, Pierre Thiriet e Ben Hanley (1min45s001) e pelos líderes da categoria Ho-Pin Tung, Oliver Jarvis e Thomas Laurent (1min45s197). A corrida deste domingo começará às 8 horas (Brasília).

Mais rápido das duas sessões de treinos livres das quais tomou parte, a segunda delas nesta manhã no tradicional circuito alemão, Bruno não escondeu uma ponta de decepção com o desfecho do qualifying. “Entramos na pista buscando a pole, muito importante aqui pelas dificuldades de ultrapassagem do traçado, mas as condições do asfalto evoluíram ao longo do dia e talvez não tenhamos nos adaptado tão bem quanto nossos adversários. Acho que ainda tinha um décimo para melhorar, mas no final não teria feito diferença. O tempo do pessoal da G-Force foi de admirar, mas sabemos que eles podem ter problemas com a administração dos pneus”, analisou.

Bruno SENNA

Bruno, no entanto, tem convicção de que as possibilidades de vitória – que seria tanto a sua primeira em 2017 quanto a da Rebellion em sua temporada inicial na LMP2 – parecem sólidas. “Nosso carro está muito bom em ritmo de prova. Estou bastante otimista. Além disso, o pessoal que largará na frente precisará cumprir a penalidade de três minutos de pit stop ainda na primeira parte da corrida por causa de um acidente em que se envolveram em Le Mans”, lembrou. Um bom resultado, e à frente de Tung, Jarvis e Laurent, é fundamental para Bruno se manter na briga pelo título. Ele, Canal e Nicolas Prost ocupam a vice-liderança da divisão.

De acordo com o regulamento do WEC, que obriga o mais rápido de cada equipe ao longo de todas as práticas a cumprir o primeiro turno de pilotagem, caberá a Bruno alinhar o carro da Rebellion na pista. Nesta etapa, o francês Prost, um dos três titulares da equipe, cedeu o lugar a Albuquerque por causa do conflito de datas com a estreia da Fórmula E nas ruas de Nova York. Prost defende a Renault-DAMS no mundial de carros elétricos.

Publicidade



Anterior:

Próxima:

Publicidade