CBA discute unificação nacional do regulamento da categoria Marcas & Pilotos

Integrando todos os campeonatos regionais de automobilismo existentes no Brasil, a categoria Marcas & Pilotos 1.6 vive a iminência de consolidar uma conquista sob os aspectos técnico e logístico: a padronização absoluta de suas normas técnicas. A unificação de regulamentos de todos os campeonatos será discutida nesta sexta-feira (19) no Rio de Janeiro, em reunião marcada para a sede da Confederação Brasileira de Automobilismo.

Marcas & PilotosEstarão presentes à reunião presidentes das federações estaduais de São Paulo, Paraná, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Goiás e Distrito Federal, que supervisionam os campeonatos metropolitanos e regionais de Marcas & Pilotos 1.6. A discussão no Rio será conduzida pelos presidentes da CBA, Cleyton Pinteiro, do Conselho Técnico e Desportivo Nacional, Nestor Valduga, e da Comissão Nacional de Velocidade, Waldner Bernardo.

“Esse é um assunto que temos em pauta já há algum tempo, a força dos campeonatos de Marcas & Pilotos no cenário do nosso automobilismo regional faz com que a unificação pretendida pelos pilotos e pelas equipes esteja entre as nossas prioridades”, frisa Pinteiro. “O formato unificado que ficar definido da discussão entre as federações deverá passar a vigorar já no Festival Brasileiro da categoria em 2016, que ainda não tem sede definida”, informa.

Campeão da primeira edição do atual formato do Festival Brasileiro, que aconteceu em 2009, o piloto paranaense Marco Michelon Romanini manifesta a expectativa das equipes de todo o país com relação à unificação. “Todo mundo sai beneficiado com essa medida. A partir disso as equipes desse campeonato podem a qualquer momento decidir participar de algumas etapas daquele outro campeonato sem ter de investir em modificações nos carros”, observa.

A maior viabilidade desses intercâmbios soma-se, segundo Romanini, à redução de custos para participações em provas festivas. “Fica bem mais fácil para as equipes estarem em corridas como a Cascavel de Ouro, Três Horas de Goiânia ou o próprio Festival Brasileiro, por não haver necessidade de investir para adaptar o carro ao regulamento. A categoria se torna mais viável. Pode ser um passo importante para conseguirmos apoio das montadoras”, diz.

Aos 27 anos, Romanini disputa atualmente o Campeonato Metropolitano de Marcas & Pilotos de Cascavel. Vencedor das duas últimas etapas de 2015, ele trabalha para manter a sequência a partir da primeira etapa deste ano, que será disputada no dia 28 de fevereiro no Autódromo Zilmar Beux. Seu carro é o Renault Clio número 88 da equipe Abrafer-Stumpf Preparações, em que exibe as cores de Abraplac Brasil, Maksiwa, Auto Peças Picolotto e AuStore.

OS CAMPEÕES DO FESTIVAL BRASILEIRO DE MARCAS
2009 – Marco Romanini (PR/VW Gol)
2010 – Régis Boessio (RS/GM Corsa)
2011 – Marcel Sedano (SC/VW Gol)
2012 – Luiz Fernando Pielak (PR/Ford Fiesta)
2013 – Leandro Zandoná (PR/Ford Fiesta)
2014 – Gabriel Corrêa (GO/Ford Fiesta)
2015 – Analino Sirtuli (RS/GM Corsa)


Anterior:

Próxima: