Conheça o paranaense Higor Hoffmann, líder da F-3 Sul-americana Light. Piloto de Maringá tem breve histórico no automobilismo, mas é destaque em 2012

Os óculos escuros não disfarçam a pouca idade do paranaense Higor Hoffmann, que aos 16 anos é um dos destaques da Fórmula 3 Sul-americana. Líder da classe Light (divisão destinada a pilotos iniciantes), o piloto acumula três vitórias em seis provas realizadas e é franco favorito ao título.

Em comum com o multicampeão da StockCar e ex-piloto de F-1 Ingo Hoffmann o paranaense tem o sobrenome e a vontade de acelerar, mas garante: “Não há parentesco entre nós”. Se houve algum antepassado em comum entre os dois é difícil dizer, mas o fato é que a paixão pela velocidade é a mesma, e o desejo de Higor é ser tão reconhecido quanto o grande Ingo: “Se um dia eu for que nem ele, estarei realizado.”

O início da carreira de Higor no automobilismo é bem recente. Dos primeiros treinos de kart em 2008 para a estreia na Fórmula 3, no final de 2011, foram apenas 3 anos. Nesse período, o paranaense foi o 5º colocado no Campeonato Paranaense de Kart, 4º na Copa Paraná de Kart e Vice-Campeão Norte-Paranaense de Kart (resultados conquistados em 2009), além de Campeão da Copa Paraná de Kart em 2010.

Em 2011 tentou ingressar na Fórmula Universitária, campeonato destinado a pilotos recém-saídos do kartismo e que seria realizado em conjunto com a Fórmula 3 Sul-americana. Mas o campeonato não saiu do papel, e Higor limitou-se a alguns treinos nos carros da categoria, realizados em Campo Grande (MS).

A oportunidade de treinar em carros de fórmula foi importante como aprendizado e também chamou a atenção de uma das maiores equipes de Fórmula 3 do país, a Cesário Fórmula. O convite para ocupar um carro da classe Light veio logo em seguida, e o resultado foi a participação nas etapas finais do campeonato daquele ano, com um segundo lugar em Brasília, um terceiro lugar e uma vitória em Campo Grande.

Higor iniciou o ano de 2012 com a disputa do F3 Brazil Open, competição realizada em um único final de semana e que já vem se tornando tradicional no calendário nacional, atraindo inclusive pilotos estrangeiros. A participação foi boa, mas Higor perdeu a chance de disputar o título após ter seu monoposto abalroado por outro piloto.

No campeonato regular, que começou em julho e já teve três rodadas duplas, o piloto lidera mesmo sem ter pontuado na etapa do Velopark, realizada no final de semana passado, embora tenha feito a pole-position superando inclusive os carros da classe principal.

A liderança foi mantida pela consistente margem que o piloto obteve nas etapas iniciais. Ele venceu três das quatro provas realizadas, com uma vitória em Curitiba e duas no Rio de Janeiro, somando também um terceiro lugar em Curitiba.

“Infelizmente eu não pontuei no Velopark, mas a pole-position geral mostrou que eu estava rápido e tinha todas as condições de vencer e ampliar a vantagem. Agora vou para Tarumã e espero vencer para seguir rumo ao título.” comentou Hoffmann.

A etapa de Tarumã, no Rio Grande do Sul, será realizada nos dias 27 e 28 de outubro. Em novembro o piloto correrá em Londrina, cidade vizinha à de sua terra natal, Maringá. Em dezembro o campeonato será encerrado com mais uma etapa em Curitiba.


Anterior:

Próxima: