Mitsubishi Cup impôs um roteiro altamente técnico com 160 curvas. A 5ª etapa da Mitsubishi Cup apresentou uma grande variedade de obstáculos… Entre subidas, descidas, lombadas e erosões, as curvas foram o grande diferencial desta competição

A 5ª etapa da Mitsubishi Cup rendeu um show de pilotagem e navegação na Fazenda Santa Angelina, localizada na cidade de Mogi Guaçu, SP. Com um percurso de 36 quilômetros em meio a plantação de cana de açúcar, a técnica e experiência dos competidores foram testados metro a metro.

Isso porque o roteiro teve 160 curvas, do tipo 90 graus, gancho, fechada, aberta, inclinada… Foram realizadas três provas, levando a 104 quilômetros de pura aceleração e ousadia. “Foi um teste que desafiou a coragem dos participantes. Embora travado, o certame impôs um excelente ritmo de velocidade e atingimos a marca de 150 km/h”, declarou o piloto Marlon Koerich, que contou com a navegação de Armando Miranda. “Ele está substituindo o meu navegador oficial, o Sidinei Broering, que está na Bolívia. E a sua atuação foi formidável; bastante consciente e precisa”, elogiou.

Para Miranda, a planilha exigiu muita participação do navegador. “Havia diversos cruzamentos e isso poderia confundir as entradas de curvas. O forte calor também judiou dos tripulantes, sobretudo dos pilotos que desempenharam um esforço extra para buscar o menor tempo de cada bateria”, explicou.

A dupla, que teve problemas com o intercomunicador na primeira prova do dia, obteve o 4º lugar na classificação Geral da 5ª etapa. “Tivemos uma pane no sistema de comunicação e isso nos prejudicou. Em um rali rápido e com um grid altamente qualificado e competitivo como a Cup, fica praticamente impossível recuperar este prejuízo”, lamentou Koerich.

A próxima etapa da Mitsubishi Cup está marcada para o dia 22 de setembro, no Paraná. A organização do evento definirá ainda esta semana a cidade que sediará o rali.

Classificação 5ª etapa – Mitsubishi Cup

1º Cristian Baumgart e Alberto Andreotti, 43 pontos
2º Marcos Baumgart e Kleber Cincea, 43 pontos
3º Juliano Diener e Vitor Muench, 39 pontos
4º Marlon Koerich e Armando Miranda, 28 pontos
5º Michel Terpins e Sven Borries, 27 pontos


Anterior:

Próxima: