Victor Corrêa vai atrás da vitória em Oulton Park. Brasileiro ficou próximo da vitória na sua estreia

O brasileiro Victor Corrêa (Unifenas) vai disputar neste final de semana (28 e 29/7) da quinta rodada dupla do Dunlop Radical UK Cup, no circuito Oulton Park International, na Inglaterra. Será a sua segunda participação do mineiro no campeonato inglês com os protótipos Radical SR8, com 420 cavalos de potência e que atinge 290 km/h.

“Conheço bem esta pista, que é mais técnica e longa do que a anterior e vou fazer de tudo para garantir a minha primeira vitória, que escapou na minha estreia por uma atitude equivocada da Direção de Prova”, promete Victor Corrêa, que desde que se mudou para a Europa em 2008, venceu corridas em todas as temporadas, na Fórmula Ford, Fórmula 3 Inglesa e Fórmula 3 Européia.

Em sua estreia na categoria, durante a quarta rodada dupla, Victor Corrêa teve um desempenho extremamente consistente no circuito Brands Hatch Indy, e somou uma segunda colocação, com volta mais rápida, e um polêmico quinto lugar, com segunda volta mais rápida. Ele havia largado da segunda posição e pole position, respectivamente, e liderou ambas as provas.

“Acho que foi uma excelente estréia. Peguei o jeito do carro e fiz pole, melhor volta e podia ter saído com vitória na segunda corrida se não fosse uma punição indevida com drive-thru nos boxes durante a competição, que depois de aplicada o Diretor de Provas veio pedir desculpas pelo equívoco. Mas a liderança das duas corridas e os dois pódios mostraram para o que vim para esta categoria fantástica”, comentou o mineiro de Alfenas.

As corridas da Copa Britânica de Radical são de 40 minutos, com possibilidade de provas individuais ou em dupla. Victor ia correr em Brands Hatch formando dupla com Christian Ebbesvik (29 anos), que já tem experiência em protótipos, inclusive com algumas participações em Le Mans. No entanto, o dinamarquês teve compromissos profissionais na ocasião e não pode dividir o carro com o brasileiro. Agora em Oulton Park eles devem correr juntos.

“Ele é experiente e rápido. Eu o conheci em 2009, quando ele foi o quinto colocado no European F3 Championship, correndo pelo time em que andei no ano passado. Acho que formaremos uma dupla bastante competitiva”, acredita o jovem (22 anos) apoiado pela Unifenas.

Na Copa Britânica de Radical os carros são obrigados a um pit stop obrigatória e o tempo de permanência varia de acordo com o currículo de cada dupla e se o piloto correr sozinho – caso de Victor Corrêa em sua estreia – o ‘penalty’ é ainda maior.

“Formamos uma dupla de pilotos classe ‘A’, então, permaneceremos mais tempo nos boxes. Mas pelo menos é menos do que correr sozinho. E como esta pista é maior e mais técnica, acho que vai dar para tirarmos a diferença do penalty e brigarmos por um excelente resultado”, planeja Victor.

O Radical SR8 que Victor Corrêa utiliza é um biposto de apenas 680 kg, impulsionado por dois motores de 1,3 litros da Suzuki Hayabusa, gerando 420 cavalos de potência e dependendo do circuito pode chegar a 290 km/h.

Visite WWW.victorcorrea.com.br


Anterior:

Próxima:
Traduzir »