Final de semana vitorioso para marca Shell na elite do automobilismo mundial. Fernando Alonso vence o GP da Alemanha e amplia liderança no Mundial de F-1; na Indy, o brasileiro Helio Castroneves foi o primeiro colocado na corrida em Edmonton, no Canadá

No ano em que intensificou suas ações no automobilismo brasileiro e mundial, a marca Shell teve um domingo de destaque após as vitórias do espanhol Fernando Alonso no GP da Alemanha da F-1 e do brasileiro Helio Castroneves na etapa de Edmonton na Fórmula Indy.

Com a vitória, o espanhol ampliou a liderança do Mundial, na qual ele e a Ferrari vêm demonstrando constante evolução após o início da temporada europeia. Desde o GP da Espanha, em Barcelona, no mês de maio, a equipe italiana conta com uma nova fórmula do combustível Shell V-Power.

Enquanto na F-1 o campeonato ainda está na metade (com dez provas para o final), na Indy a decisão está bem mais próxima da definição. Com a vitória, Castroneves subiu para 339 pontos, apenas 23 atrás do líder, Ryan Hunter-Ray, restando quatro etapas para o final. “O campeonato está muito competitivo e totalmente aberto”, disse Castroneves, que compete com um Penske patrocinado com a marca Shell V-Power.

No Brasil, 2012 também está sendo marcado pela forte presença da Raízen no automobilismo, por meio da marca Shell. Em investimento direto em marketing, são mais de R$ 130 milhões, incluindo a entrada oficial no campeonato da Stock Car. Além do patrocínio direto ao piloto Valdeno Brito, todos os carros da prova correm com o combustível aditivado Shell V-Power Etanol, fornecido pela Raízen.

“Foi um final de semana de grandes emoções para a marca Shell e estamos felizes com o grande momento da marca em 2012. Aqui no Brasil também conseguimos uma importante vitória já em nosso primeiro ano na Stock Car com o Valdeno Brito e estamos fortes na luta pelo campeonato. Além disso, temos trabalhado intensamente para usar o automobilismo como plataforma de desenvolvimento de tecnologia de combustível, que é aplicado nos produtos comercializados nos nossos pontos de venda com o Shell V-Power etanol”, destaca Carolina Marques, gerente de patrocínio e evento da Raízen.

A próxima etapa da F-1 será neste domingo, na Hungria, e a da Indy, no dia 5 de agosto, em Mid-Ohio (EUA). A Stock Car volta às pistas para o GP de Salvador, na Bahia, no dia 25 de agosto.

Sobre a Raízen

A Raízen é a empresa resultante do processo de integração dos negócios da Shell e Cosan. A empresa está entre as cinco maiores companhias do Brasil em faturamento. Com 24 usinas, a Raízen tem capacidade de produção de 2,2 bilhões de litros de etanol por ano, 4,4 milhões de toneladas de açúcar e têm 900 MW de energia elétrica a partir do bagaço da cana. A Raízen possui 53 terminais de distribuição e comercializará aproximadamente 22 bilhões de litros para os segmentos de transporte e indústria e para a sua rede formada por 4.700 postos de serviço com as marcas Shell e Esso. Por meio da marca Shell, a empresa está presente nas principais categorias do automobilismo mundial, incluindo a Fórmula 1. No Brasil, a Raízen anunciou a entrada da marca Shell na Stock Car e o fornecimento de etanol para todas as equipes da prova.


Anterior:

Próxima: