De volta à Goiânia, Cacá Bueno e equipe Itaú defendem liderança da Copa Fiat. Cacá Bueno, atual bicampeão da Copa Fiat, retorna ao autódromo onde não corre desde a década de 90

A pista do Autódromo Internacional Ayrton Senna, em Goiânia, volta a receber os principais pilotos do automobilismo nacional neste final de semana, na disputa da segunda rodada da Copa Fiat. Com exceção da Fórmula Truck, grandes nomes do esporte a motor brasileiro não correm na pista goiana há mais de 12 anos – caso da dupla da equipe itaú, Popó e Cacá Bueno.

Tetracampeão da Stock Car e bicampeão da Copa Fiat, Cacá confessa que nem se lembra com precisão da última vez que competiu nos 3,835 metros no circuito de Goiânia. Afinal, o atual líder da temporada 2012 da Copa Fiat iniciou suas atividades na Stock Car quando a categoria não corria mais em Goiás – e esta também é a primeira vez do Racing Festival, criado em 2010, neste circuito.

“Não me lembro ao certo quando foi a última vez que corri em Goiânia, só sei que faz tanto tempo, lá em meados da década de 1990, porque eu ainda não corria na Stock Car quando a categoria andou na cidade pela última vez em 2001”, revelou Cacá Bueno, que busca o tricampeonato da Copa Fiat neste ano e lidera o campeonato com 20 pontos.

Por ser mais novo, Popó Bueno correu nesta pista quando ainda corrida nas categorias de base brasileiras: na Fórmula Chevrolet. Mesmo assim, há 12 anos.
“Apesar de ter sido há muito tempo, minha memória da última corrida em Goiânia foi excelente. Cheguei em segundo e esta prova me projetou para ser campeão da temporada da Fórmula Chevrolet. Além disso, foi nesta pista onde fiz um de meus primeiros testes no automobilismo, com um F-Uno, quando tinha uns 18 anos”, comentou Popó.

O piloto da equipe Itaú espera sair desta etapa com bons pontos no campeonato, após ser obrigado a abandonar a prova de abertura, em Londrina, após levar um toque bem no começo da prova.

“Nosso time sempre consegue um bom ajuste do carro inicial em qualquer pista, então esperamos que seja assim também em Goiânia. Não temos referência desta pista e eu mesmo vou precisar me readaptar, é quase como uma estreia. Sabemos que a condição do asfalto costuma ser crítica nesta pista e isso pode influenciar muito o acerto”, diz Popó.

Embora esteja otimista em lutar por mais uma vitória, Cacá sabe que a etapa de Goiânia deve ser marcada por forte equilíbrio. “Além do alto nível técnico de pilotos, nenhuma equipe tem um ajuste para esta etapa que estreia na Copa Fiat. Além disso, será apenas a segunda corrida com o carro novo, que tem muitas novidades em relação ao modelo do ano passado”, diz Cacá.

As atividades de pista começam nesta sexta-feira com a realização de dois treinos extras de 60 minutos cada – das 12h às 13h e das 15h às 16h. No sábado estão previstas duas sessões de treinos livres também com uma hora de duração: uma a partir das 9h10 e outra começando às 11h. O classificatório está marcado para às 15h. As duas corridas serão disputadas no domingo com o formato de 25 minutos mais uma volta. A prova 1 será às 10h05 e prova 2 às 13h25.

Programação para a etapa de Goiânia:

Sábado, dia 7
9h10 às 10h10 – 1º Treino Livre
11h às 12h – 2º Treino Livre
15h às 16h – Treino Classificatório

Domingo, dia 8
10h05 – 1ª Corrida
13h25 – 2ª Corrida

Confira a classificação da Copa Fiat:

1 – Cacá Bueno, 20 pontos
2 – André Bragantini, 14
3 – Christian Fittipaldi, 12
4 – Giuliano Losacco, 10
5 – Wellington Justino, 8
6 – Allam Khodair, 6
7 – Mauri Zaccarelli, 4
8 – Ulisses Silva, 3
9 – Cesinha Bonilha, 2
10 – Edson do Valle, 1


Anterior:

Próxima: