Júlio Campos e João Scalabrin integram equipe GF Sports. Dupla estreia na segunda etapa da temporada, marcada para o dia 08 de julho em Goiânia.

Uma equipe comandada por um dos engenheiros mais respeitados do automobilismo brasileiro, e formada por pilotos que conquistaram pódios e vitórias em todas as categorias pelas quais competiram, fará sua estreia no mês de julho na Copa Fiat – nova denominação do Trofeo Linea, torneio de carros de turismo que integra o Racing Festival.

A GF Sports, do engenheiro argentino Gabriel Falivene – há seis anos radicado no Brasil -, assume a estrutura que no ano passado foi da Novac Sports e teve como piloto o paulista Alan Hellmeister. Acumulando a função de chefe da equipe com a de engenheiro – que já exercia no ano passado -, Falivene volta a comandar uma estrutura própria com chances de vitória.

Em mais de 20 anos de envolvimento com o automobilismo, Gabriel foi chefe de equipe na Fórmula 3 Sul-Americana e em campeonatos de turismo na Argentina. Na Copa Fiat, ele será o responsável pela estrutura que promete dar ao piloto paranaense Julio Campos e ao carioca João Scalabrin a chance de conquista de bons resultados.

“Estou muito entusiasmado com a possibilidade de voltar a disputar a Copa Fiat, agora com uma estrutura toda sob o meu comando”, disse Falivene. “Já conheço os carros da categoria pelo trabalho realizado no ano passado com a Novac Sports e, embora o regulamento tenha mudado um pouco, nossa base de trabalho será a mesa”, acrescentou.

Para João Scalabrin, a estreia na Copa Fiat marca mais um degrau alcançado na escalada de sua carreira. O piloto nascido em São Paulo, mas radicado no Rio de Janeiro, começou no kart aos 10 anos de idade. Depois de vitórias e participações nos principais campeonatos da modalidade, migrou para os carros turismo disputando o estadual do Rio de Janeiro na categoria Marcas.

Campeão de 2011 e atual líder do certame fluminense, Scalabrin fala em aprendizado na sua temporada de estreia. “Acho que essa categoria é ideal para mim. Os carros não representam um salto tão grande com relação ao que eu já corri, e na Copa Fiat temos a presença de grandes pilotos e a cobertura televisiva. Meu objetivo é fazer um ano regular, tentar terminar todas as provas e aprender o máximo tanto em relação ao carro, quanto em relação às pistas”, apontou o piloto.

Júlio Campos, por sua vez, é um dos mais experientes pilotos de carros turismo do país. Seu currículo conta com um tetracampeonato brasileiro de kart e o título norte-americano de Fórmula Dodge 2000. Nas categorias de carros turismo, foi campeão da Pick-up Racing (atual Copa Montana) em 2009 e vice-campeão da Stock Car Light no ano seguinte. Na temporada passada, trabalhou em conjunto com Gabriel Falivene na equipe BVA-Scuderia 111 durante o primeiro semestre da temporada na Stock Car.

“Para mim é um enorme prazer voltar a trabalhar com o Gabriel, que é, sem dúvida, um dos melhores engenheiros do automo.


Anterior:

Próxima: